Compartilhe

O Google encerrou tantos projetos ao longo de sua história, que esse cemitério virtual está superlotado. Alguns desses projetos não precisavam desaparecer, outros realmente não funcionaram, e tem o Google+, que nunca disse a que veio (se era para ser assim, deixasse o Orkut, certo?).

Mas de todos os projetos que o Google matou ao longo da sua história, dois daqueles que os usuários de tecnologia e geeks convictos lamentam mais são o Project Ara e o Google Glass. Os dois prometeram uma tecnologia que era considerada fora do normal e totalmente inovadora, mas que morreram na praia.

O Project Ara entregaria um smartphone modular, onde o usuário integraria as características técnicas do dispositivo, enquanto que o Google Glass era um óculos de realidade extra para o nosso dia a dia.

Pois bem, o site KilledbyGoogle mostra todos os projetos eliminados por parte da gigante de Mountain View. Desde os projetos mais populares até os serviços que nunca ouvimos falar.

 

 

Google não investe dinheiro em algo que não dá certo

 

 

O Google não tem medo de matar projetos. Até agora, são 162 projetos abandonados, e a gigante de Mountain View sabe que nem todas as ideias podem ser executadas. E nem todos os serviços e aplicativos vão existir para sempre. E isso é algo bem interessante. Ninguém investe em algo que não dá dinheiro, ou em serviços que (quase) ninguém usa.

Essa mecânica faz com que o Google se considere uma empresa Beta desde o seu nascimento. E matar projetos que não funcionam se alinha com essa filosofia.

 

 

Smartphones Pixel podem estar a caminho do cemitério

 

O Google Pixel até teve um sucesso promissor nas suas primeiras versões, mas está registrando vendas cada vez menores a cada ano, onde mesmo contando com (talvez) a melhor câmera fotográfica do mercado mobile, o dispositivo não vai bem nas vendas.

Primeiro, porque o Google insiste em não levar o Pixel para todos os mercados. Segundo, por causa da falta de sua originalidade no design. São telefones de qualidade, mas estão longe de entregar o mesmo resultado final dos modelos top de linha das principais marcas do mercado.

Resta esperar para ver se o Pixel 4 vai mudar as coisas. O mundo precisa de produtos inovadores, e o Google já oferece o melhor no software. Só resta um hardware que acompanha tudo isso.

 

Acesse | KilledbyGoogle


Compartilhe