Jeff Bezos não é apenas o homem mais rico do mundo, mas se tornou também o homem mais rico da história, por contar com uma fortuna acumulada que supera os US$ 150 bilhões. É o primeiro ser humano do planeta a ter essa quantia de dinheiro.

Em novembro de 2017, Bezos superava os US$ 100 bilhões, se colocando ao lado de Bill Gates como os únicos homens a alcançar tão marca. E isso aconteceu pelas contas da Black Friday.

Dessa vez, o Prime Day está ajudando a Bezos alcançar algo nunca antes visto.

 

 

O co-fundador da Amazon tem um patrimônio líquido que é US$ 55 bilhões que o segundo colocado, Bill Gates, fundador da Microsoft.

Em 1999, Bill Gates registrava uma fortuna que superava os US$ 100 milhões. Levando em conta a inflação, o valor representaria hoje cerca de US$ 149 bilhões. E isso reforça o feito inédito de Bezos.

Apenas em 2018 (até agora), a fortuna de Bezos aumentou 52%, mais do que que todo o dinheiro de Mukesh Ambani, a pessoa mais rica da Ásia. Bezos está perto de ter mais dinheiro que a família Walton, a dinastia mais rica do mundo, com US$ 151.5 bilhões.

Vale lembrar que Bill Gates teria superado essa marca bem antes, se não tivesse doado quase US$ 700 milhões em ações da Microsoft e US$ 2.9 bilhões em efetivo e outros ativos para obras assistenciais desde 1996.

 

 

Depois de Gates (com US$ 95.5 bilhões) e Warren Buffet (US$ 83 bilhões), temos Mark Zuckerberg na quarta posição, com US$ 82.9 bilhões. Do top 10 bilionários do mundo hoje, sete são dos EUA e seis estão no segmento de tecnologia.

 

Via Bloomberg