Jamais atenda uma chamada realizada pelo seu próprio número de celular

Compartilhe

Isso já aconteceu com algumas pessoas (comigo, inclusive): o celular tocou, e o número que apareceu no seu identificador de chadas é o seu. Pois bem, isso é um golpe, e o Procon-SP orienta que o usuário jamais deve atender esse tipo de ligação.

O órgão de defesa do consumidor revelou que hackers estão realizando ligações a partir do próprio número do usuário para clonagem de linhas, onde em apenas 10 segundos é possível realizar o roubo e a clonagem de dados, contas, senhas e contatos do dispositivo. Um vídeo divulgado pelo Procon-SP recomenda de forma expressa que a ligação não seja atendida.

 

 

 

Não há provas que funcione, mas não há motivos para você arriscar

 

 

Se isso acontecer com você, ou seja, se o seu celular começar a chamar e você constatar que é o seu número de telefone que aparece no identificador de chamadas, não atenda a ligação. Depois, entre em contato com a sua operadora relatando o incidente, e procure alertar amigos e familiares para que os mesmos não caiam nesse golpe.

Vale lembrar que foi exatamente esse tipo de golpe que fez com que o ministro da Justiça Sérgio Moro (então juiz federal) tivesse a sua conta do Telegram hackeada, o que resultou no vazamento das conversas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol, no caso que foi conhecido em todo o Brasil como ‘Vaza Jato’.

Na ocasião, a Anatel determinou que as operadoras bloqueassem chamadas feitas de um celular para a própria linha do usuário, tanto para as ligações convencionais como para as chamada via VoIP (Voice Over IP). Mesmo assim, as tentativas de hackeamento de linhas utilizando esse método ganharam muita força nos últimos meses.

A prática pode ser uma nova técnica de spoofing, onde o hacker usa algum mecanismo não conhecido que permite que o número de origem em uma ligação seja mascarado por outro número, por livre escolha do criminoso virtual.

Há quem diga que a tentativa de golpe seria um boato, mas posso dizer com conhecimento de causa que não é. Eu mesmo recebi algumas ligações desse tipo, e fui obrigado a bloquear o meu próprio número de celular para chamadas recebidas.

Por outro lado, pelo menos até o presente momento, não existem indícios que o simples fato de atender uma ligação realizado pelo próprio número permita que o celular possa ser invadido. Mas… convenhamos: isso está bem longe de ser normal.

O alerta não deve ser ignorado, e todo cuidado é pouco. Logo, a orientação do Procon-SP para que os usuários recusem as chamadas do próprio número é válida. Acho que não vale a pena ter tanto ceticismo diante da era dos hackers e ameaças virtuais.

 

 

 

 

Via Tecnoblog


Compartilhe