Compartilhe

Eu sei que o sonho de muita gente é ter um iPhone sem precisar vender um rim ou hipotecar a sua casa para isso. E essa não é uma tarefa fácil, pois até mesmo os modelos menos caros dos smartphones da Apple são mais caros do que muitos dispositivos Android disponíveis no mercado.

Porém, essa missão em encontrar um iPhone com um custo menor já foi mais complicada. Eu mesmo só tive um smartphone da Apple quando comprei de segunda mão, porque nunca me permiti a pagar os elevados preços cobrados por um modelo novo. Hoje, temos algumas versões desse dispositivo que não custam a fortuna dos modelos mais caros.

Por isso, podemos ao menos cogitar algumas opções de iPhones que são menos caros (eu não consigo colocar o termo “iPhone barato” em um post, por mais que eu me esforce…) para uma possível compra, o que considero como algo minimamente razoável e racional para quem realmente tem como objetivo ter um telefone da Apple para chamar de seu.

E dentro desse cenário proposto (e no entendimento de iPhone menos caro), os dois candidatos para a sua compra são o iPhone SE 2020 e o iPhone 8. Os dois modelos contam com os valores mais acessíveis no momento em que esse post foi produzido (isso pode mudar com o anúncio do novo iPhone, o que deve acontecer no evento da Apple de amanhã), e é importante você ter a certeza sobre qual dos dois vale mais a pena comprar.

E esse post tem como objetivo ajudar nessa escolha. Se você aceitar essa análise, é claro.

 

 

 

Quais são as principais diferenças entre os dois?

 

 

A primeira coisa que você precisa saber é que o iPhone SE 2020 e o iPhone 8 são muito similares no hardware e no software, apesar da diferença de tempo nos lançamentos dos dois modelos. E isso acontece porque a Apple foi esperta ao adotar no modelo apresentado em 2020 boa parte da estrutura e das especificações técnicas do modelo do passado.

Por isso, os dois dispositivos vão funcionar de forma muito similar, com a óbvia diferença do iPhone SE 2020 contar com um hardware atualizado em elementos considerados essenciais, como o processador e memórias RAM. E a decisão da Apple em usar a estrutura de hardware do iPhone 8 no novo SE fez com que o iPhone menos caro da Apple se tornasse mais barato na sua produção (e mais lucrativo para a empresa), por incrível que pareça.

 

 

 

Design e tela

 

 

Na parte externa, existe uma diferença que é puramente cosmética e, por consequência disso, irrelevante: o logo da Apple mudou de posição. E é claro que isso não val afetar a cotação do dólar ou mudar alguma coisa na sua vida. Fora o fato que você não será enganado quando tentarem vender um iPhone 8 se passando por um iPhone SE.

Fora isso, os dois dispositivos recebem o mesmo peso e a mesma tela de 4.7 polegadas. Nesse caso, os dois modelos recebem outro elemento importante para quem vai procurar um dos dois telefones para chamar de seu: são iPhones com telas com menos de 5 polegadas, e certamente alguns usuários desejam ter nas mãos um telefone da Apple com uma tela menor.

A primeira grande diferença entre os dois dispositivos está no acabamento. O iPhone SE 2020 possui um revestimento de maior qualidade, com cristal na tela e na parte traseira. Ou seja, além de ser um dispositivo mais “premium” em relação ao iPhone 8, ele tem uma maior durabilidade na tela no uso diário, além de oferecer cores mais nítidas e melhores.

 

 

 

Hardware e câmeras

 

 

Mas a principal diferença entre os dois modelos está mesmo nos processadores que cada dispositivo recebe. E é uma diferença tão óbvia e evidente, que é a que determina a decisão entre um e outro modelo.

O iPhone 8 conta com um processador Apple A11 Bionic. Já o iPhone SE 2020 recebe o Apple A13 Bionic, um processador duas gerações mais novo, e o mesmo chip que integra a família iPhone 11 de dispositivos da Apple. Logo, é fácil concluir que o segundo dispositivo mencionado nesse parágrafo é bem mais rápido que o primeiro. E, como cereja do bolo, o SE 2020 conta com 3 GB de RAM, enquanto que o iPhone 8 conta com apenas 2 GB de RAM. Isso faz com que o smartphone lançado esse ano entregue um iOS mais fluído e funcional.

As câmeras são exatamente as mesmas na resolução de fotografias e vídeos, mas a tendência é que o iPhone SE 2020 entregue melhores resultados por conta de um hardware mais poderoso. Na bateria, os dois modelos contam com a mesma capacidade, mas além de ter uma gestão mais eficiente por causa de um hardware mais recente, o SE 2020 ainda conta com um sistema de recarga rápida de 18W, o que vai deixar o usuário com um menor tempo de espera para a recarga dessa bateria.

 

 

 

E o preço dos dois iPhones?

 

 

Por último, mas não menos importante, o preço dos dois produtos.

Se você ainda encontrar o iPhone 8 no mercado brasileiro (pois tudo indica que ele será descontinuado com a chegada do iPhone 12), ele vai custar entre R$ 2.600 e R$ 3.000 e, muito provavelmente, será mais fácil comprá-lo de segunda mão. Já o iPhone SE 2020 de 64 GB pode ser encontrado no e-commerce nacional com preços a partir de R$ 2.899, com garantia de 12 meses.

 

 

 

iPhone SE 2020 ou iPhone 8: qual vale mais a pena hoje?

 

 

Fica fácil concluir que o iPhone menos caro que mais vale a pena comprar nesse momento é o iPhone SE 2020. Os diferenciais a seu favor são consistentes, o preço é mais competitivo e a relação custo-benefício é mais vantajosa.

Não que o iPhone 8 não seja mais útil em 2020. Porém, é um dispositivo que já tem alguns anos de vida e tem tudo para ser descontinuado em breve. Logo, vale mais a pena investir o seu dinheiro em um produto com uma perspectiva muito maior de uso, com mais tempo de suporte e, principalmente, que foi lançado em 2020.


Compartilhe