Tudo nessa vida um dia chega ao fim. E o fim chegou ao iPhone 5.

A Apple passou a considerar esse modelo como ‘vintage’ ou ‘clássico’, e dessa forma não vai mais fornecer peças e serviços para o modelo em todo o planeta, com exceção da Califórnia (EUA). Lembrando, que estamos falando de um dispositivo que foi lançado em 2012.

Na Califórnia, a lei só permite que um dispositivo seja descontinuado apenas 7 anos depois dos eu lançamento. Para a Apple, um produto é considerado ‘clássico’ se ele foi fabricado há mais de 5 anos e há menos de 7 anos.

Ou seja, se você ainda tem um iPhone 5 e quer realizar uma manutenção no dispositivo de forma oficial, vai ter que mandar o seu smartphone para a Califórnia. Lá, ainda será possível encontrar suporte e peças para o telefone até 2020. No resto do mundo (Brasil inclusive), o suporte oficial acabou.

A Apple também confirmou que os centros de serviço não podem fazer pedidos de peças para o iPhone 5. A partir de agora, o mercado de assistência técnica alternativa terá que se virar com as peças que ainda estão no mercado para realizar o serviço, ou com as peças de unidades quebradas e/ou abandonadas.

O iPhone 5 foi lançado em 2012, e é o primeiro a contar com tela de 4 polegadas, a adotar o conector Lightning e a receber o suporte para as redes 4G. Foi lançado com o iOS 6 e foi atualizado por cinco anos. Possui processador Apple A6 com arquitetura de 32 bits, mas desde o iOS 11 o suporte é exclusivo para os chips de 64 bits.

O iPhone 5 foi anunciado um ano depois da morte de Steve Jobs, e foi o primeiro iPhone apresentado pela gestão de Tim Cook como CEO da Apple, ainda em um período de transição.

Para resumir: se você ainda tem um iPhone 5 na mão, se livre dele o quanto antes. Ou pode começar a pensar em aposentá-lo e adquirir um novo smartphone.

 

Via AppleMacMagazine