Compartilhe

Os novos iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max são oficiais, e são os telefones mais completos e ambiciosos da Apple para 2020, além de serem os maiores da história da empresa (no caso dos modelos da linha Max). Contam com as mesmas virtudes dos irmãos menores, como os novos processadores e o 5G, mas incluem recursos que entregam uma certa dose de personalidade própria aos modelos.

 

 

 

A recuperação de um design histórico

 

 

Os sucessores diretos do iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max contam com as bordas anguladas no estilo iPad Pro e recuperadas do iPhone 5s. O cristal pode ser encontrado na parte traseira, combinando com o aço nas bordas. O notch na tela continua no mesmo tamanho, ou seja, grande. A capa de cerâmica também está presente, oferecendo uma maior resistência aos riscos.

 

 

 

O mesmo notch, a mesma taxa de atualização na tela

 

 

Pouca coisa mudou na tela dos modelos maiores, que mantiveram os 60 Hz de taxa de atualização e o notch já mencionado. Em compensação, encontramos aqui telas Super Retina XDR OLED de 6.1 e 6.1 polegadas para os modelos Pro e Pro Max (2532 x 1170 pixels e 2770 x 1184 pixels, respectivamente, 460 pixels por polegada).

 

 

 

Um motor potente e já conhecido

 

 

Nem precisava dizer que o Apple A14 Bionic com construção de 5 nanômetros é o processador presente nos novos iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. O chip entrega o tão desejado 5G aos dispositivos, além de trabalhar com versões com 128, 126 e 512 GB de armazenamento interno.

 

 

O MagSafe para recarga sem fio também está presente, entregando até 15W de carga. O carregador de 20W (que NÃO vem no kit de venda) pode carregar até 50% da bateria em apenas 30 minutos.

 

 

 

Três câmeras traseiras com o modo LiDAR incluído

 

 

Os novos iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max preservam o sistema de câmeras traseiras triplas do ano passado, em lentes grande angular, ultra grande angular e teleobjetiva. A diferença entre os dois modelos é que o modelo Max conta com estabilização ótica de imagem por deslocamento do sensor.

As câmeras desse ano registram melhores fotos noturnas graças ao sensor com abertura f/1.6. Agora, some essa melhoria ao novo modo LiDAR, que escaneia o entorno para criar um mapa de profundidade mais detalhado, e temos aqui fotos em modo retrato durante à noite.

No modelo Pro Max, o sensor é 47% maior do que o anterior, melhorando em 87% o registro de foto em condições de baixa luminosidade. Sua teleobjetiva tem uma focal de 65 mm, e o zoom total do sistema de câmeras é de 5x.

O novo recurso ProRAW combina o processamento multi-sequência da Apple e a fotografia computacional do arquivo RAW e suas possibilidades, permitindo uma melhor edição de cores, detalhes, alcance dinâmico e outros recursos tanto no iPhone como em outros equipamentos.

Nos vídeos, estes são os primeiros dispositivos do mundo a contar com o Dolby Vision de ponta a ponta e gravação com HDR com Dolby Display até 60 fps. No caso do Pro Max, o sistema de estabilização ótica é melhorado.

 

 

 

iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max: quanto custam?

 

 

O iPhone 12 Pro tem preço inicial sugerido de US$ 999, enquanto que o iPhone 12 Pro Max será vendido a partir de US$ 1.099. Não há uma data específica para o início das vendas desse modelo, mas a pré-venda começa na próxima sexta-feira (16). Não há previsão de lançamento para o Brasil.

 

 

Via Apple


Compartilhe