iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: tudo o que acreditamos saber (até agora) | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: tudo o que acreditamos saber (até agora) | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: tudo o que acreditamos saber (até agora)

iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: tudo o que acreditamos saber (até agora)

Compartilhe

O iPhone 11 está chegando (assim como iOS 13), e alguns indícios dão a entender que ele não virá sozinho. A data de lançamento para 10 de setembro está praticamente confirmada, mas muitas informações e rumores pipocam na internet sobre os novos iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max.

Esse post faz um resumo de tudo o que é especulado para o futuro imediato dos smartphones da Apple.

 

 

Três novos iPhones, mas um deles mais Pro

 

 

Serão três novos iPhones em 2019, mas sem variações de design. Dois modelos recebem o apelido Pro, que pode ser justificado nos aspectos fotográficos e de registro de vídeo (já que muitos profissionais usam esse smartphone para atividades profissionais).

Logo, na prática, o iPhone 11 deve substituir o iPhone XR, o iPhone 11 Pro vai suceder o iPhone XS e o iPhone 11 Pro Max será o sucessor do iPhone XS Max.

Além das mudanças nas câmeras, os novos iPhones serão praticamente idênticos aos modelos do ano passado, com exceção dos acabamentos no modelo brilhante, novas opções de cores, novas tecnologias que deixam os telefones mais resistentes e certificação superior que a atual IP68.

Não há informações adicionais sobre tamanhos de tela ou troca de tecnologia de LCD para OLED. Porém, as novas telas OLED abandonam o sensor de pressão 3D Touch, que estreou em 2015 com o iPhone 6s (no ano passado, o iPhone XR estreou o Haptic Touch, e é esse que vai ficar).

Também não há notícias sobre um notch menor, mas sim sobre um novo Face ID, com maior ângulo de campo de visão e desbloqueio do smartphone quando o mesmo está sobre uma mesa.

 

 

As novas câmeras

 

 

É a principal novidade que os novos smartphones devem apresentar. Os novos iPhone 11 devem receber um novo sensor e lente para o sistema de câmeras, com a tal disposição estranha de lentes apresentada nos últimos meses, mas segundo a tendência de mercado em entregar câmeras de celulares que contam com maior ângulo de visão para integrar mais elementos nas fotos.

O novo sistema de câmeras deve capturar imagens com maior resolução, rivalizando com câmeras tradicionais, dando a entender que o sensor terá mais megapixels. Também é possível ganhar resolução por software ou combinando câmeras. Pode ser um novo modo noturno para rivalizar com Huawei ou Google, registrando fotos melhores em ambientes com baixa luminosidade.

A segunda câmera seria do tipo teleobjetiva, mas não foi especificada a distância focal da lente, mas deve se manter em um aumento de 2X sobre a lente grande angular. O sistema de gravação de vídeos também será melhorado, se aproximando de câmeras profissionais. Não há muitos detalhes sobre isso, mas uma nova função deve permitir retoques, efeitos, alterar cores ou recortes durante a gravação dos vídeos.

 

 

Mais potentes, mas sem 5G

 

 

Tudo indica que o Apple A13 será melhor que o Apple A12 Bionic, mas sem os saltos expressivos dos anos anteriores. A Apple tem os processadores mais potentes do mercaod na época de sua apresentação, e o mesmo deve acontecer nos novos iPhone 11.

O Apple A13 deve receber um processo de fabricação de 7 nanômetros, com método de fabricação via litografia por raios ultravioleta. Mas a grande novidade seria um novo componente no SoC, conhecido como um co-processador AMX ou de matriz, que é dedicado a lidar com tarefas mais intensas nos cálculos matemáticos, como as utilizadas na realidade aumentada.

Uma das funções mais esperadas nos novos iPhones é a recarga mais rápida e, principalmente, a porta USB-C e um carregador incluído na caixa também mais rápido.

A grande novidade na parte energética dos novos iPhone 11 é o suporte para recarga inversa, algo já visto em telefones da Samsung e Huawei, permitindo recarregar os AirPods com a sua nova caixa, o Apple Watch e, quem sabe outros smartphones.

Por fim, algo que ninguém esperava e que não vai chegar nos novos iPhones de 2019 é o suporte para a conectividade 5G, onde tal recurso só vai chegar aos telefones da Apple em 2020.

 

 

Preços e datas de lançamento

 

Não há informações ou estimativas de preços, mas tudo indica que o apelido Pro deve vir com um aumento de preço final do produto. É só você pegar como referência os preços dos notebooks e tablets da Apple com o sobrenome Pro. Depois do grande aumento de preço do iPhone X, é provável que os preços de 2019 se mantenham os mesmos do ano passado.

Sobre o calendário de lançamentos, muito provavelmente os três telefones serão lançados 10 dias depois de sua apresentação, mas nada é muito certo nesse sentido (o iPhone X foi adiado para novembro, e o iPhone XR para 26 de outubro).

 

Via Bloomberg


Compartilhe