Compartilhe

O iPad Air (2020) chamou a atenção de muita gente, pois as mudanças que a Apple implementou nesse dispositivo são grandes, e até justifica a troca se você tem um iPad Air das gerações anteriores. Agora… será que vale a troca se você tem um iPad Air (2019)?

Lembrando sempre que, se a sua grana está curta, ainda é possível comprar o iPad Air (2019) e ter um tablet bem funcional em 2020. Por outro lado, ele tem vários recursos novos e interessantes que os geeks mais convictos não querem deixar de lado.

Nesse post, vamos tentar responder a pergunta que vale muito dinheiro (que você vai pagar para a Apple de qualquer maneira): vale a pena trocar o iPad Air (2019), que ainda rende um caldo, pelo iPad Air (2020), que é um salto de geração enorme de que não passa indiferente a ninguém?

 

 

 

Um novo estilo para o iPad Air

 

 

Uma coisa é inegável: o iPad Air deixou de ser um produto sério para ser um tablet casual e voltado para todas as tribos.

As novas cores se alinham ao novo momento da Apple, que quer se aproximar de públicos diferentes com produtos que podem acompanhar o estilo de cada usuário, tal e como já faz hoje com o iPhone. Logo, temos novas cores, um design levemente modificado e algumas soluções de hardware renovadas, que vou mencionar mais adiante.

Não dá para negar que o iPad Air (2020) deu uma renovada na aparência do iPad Air e, nesse aspecto, é sim um produto diferente do que conhecemos.

 

 

 

Tela que cresce em função do design

 

 

As novidades estéticas do novo iPad Air (2020) se refletem na sua tela, que passa a ter 10.9 polegadas. Sim, amigo leitor: ele tem 0.4 polegadas a mais que o iPad Air (2019), e isso faz diferença na experiência de uso, mesmo que o design entre os dois dispositivos seja parecido.

Ter uma tela maior significa uma melhor experiência de uso, mesmo que com uma diferença tão pequena. Considere a troca por causa desse aspecto se você dá muita importância para a experiência multimídia e consumo de conteúdo. Se o seu negócio é trabalhar ou produzir conteúdo no tablet, isso não deve fazer tanta diferença assim.

 

 

 

A estreia de um novo processador

 

 

O iPad Air (2020) estreia o SoC Apple A14 de 5 nanômetros, que representa um enorme salto técnico em relação ao processador presente no iPad Air (2019), o Apple A12.

De acordo com a Apple, o desempenho total é 40% maior no novo modelo, e a potência gráfica da GPU integrada no Apple A14 é 30% maior. Considerando esses dois itens, a troca é mais do que recomendada para os usuários que procuram o desempenho mais fluído possível para jogos e tarefas mais complexas.

Este é, talvez, o melhor argumento para você trocar o iPad Air (2019) pelo iPad Air (2020). E, mesmo assim, se o seu uso não exige um enorme desempenho na maior parte do tempo, o modelo do ano passado pode rodar bem tudo o que temos nesse momento.

 

 

 

Melhorias na fotografia

 

 

Eu não sei por que você usa um tablet para fotografar. Mas… você faz com o seu dispositivo o que quiser…

De qualquer forma, é importante informar que o iPad Air (2020) também apresenta melhorias nos aspectos fotográficos, já que recebe o mesmo sensor principal do iPad Pro. Além da mudança na câmera em si, é preciso considerar na equação das fotos melhores a presença do processador Apple A14 e das novidades no trabalho com a inteligência artificial, o que fatalmente fará a diferença a favor das fotos no novo tablet.

 

 

 

Conectividade e Acessórios

 

 

Dois itens fundamentais para uma boa experiência com qualquer iPad. E o novo iPad Air (2020) conta com a porta USB-C e o Smart Connectors para funcionar com teclados e outros acessórios de forma simples, tal e como acontece com o mais recente iPad Pro.

O fim da porta Lightning é uma vitória para a humanidade, e o Magic Keyboard sem fio melhora e muito a experiência de uso do tablet como um notebook para redigir textos e tarefas de escritório.

O Apple Pencil é compatível com a recarga sem fio no iPad Air (2020), e pode ser fixado na borda lateral por imãs.

 

 

 

Mesmo preço, melhores especificações

 

 

O iPad Air (2020) entrega mais que o iPad Air (2019), custando o mesmo preço. Logo, nem preciso enfatizar que, entre os dois, o modelo novo entrega uma melhor relação custo-benefício. É claro que o preço pode variar com eventuais promoções disponíveis no mercado. E, por isso, vale a pena ficar de olho nos valores cobrados pelo modelo do ano passado, pois vai ter loja desovando estoque antigo por preços competitivos.

Vai ser interessante ver as ofertas pontuais e as promoções de Black Friday para o iPad Pro (2019). E mais interessante ainda ver como os consumidores vão se comportar com esses preços menores.

Conclusão: vale a troca?

Considerando todas as melhorias e o valor que você pode pagar, o iPad Air (2020) tende a ser a melhor opção de compra. Mas algumas variáveis precisam ser consideradas antes de fechar a compra.

Primeiro, qual é o uso que você vai dar para o dispositivo? Se as novidades não mudam a sua vida e você pode usar um dispositivo lançado no ano passado (e que ainda funciona muito bem), o iPad Air (2019) ainda é uma ótima compra, e pode resultar em alguma economia no seu bolso no final das contas.

E, se você encontrar o iPad do ano passado por um preço incrível, faça o investimento sem pensar duas vezes.


Compartilhe