Compartilhe

A Internet Archive, organização dedicada a guardar cópias dos mais diversos conteúdos da World Wide Web para evitar que os mesmos se percam com o passar do tempo, tem a OpenLibrary.org há pelo menos nove anos. Esse serviço tem como missão traduzir para o universo dos livros eletrônicos o modelo tradicional de empréstimo de livros, tal e como acontece com as bibliotecas tradicionais.

Nesse momento em que bilhões de pessoas ao redor do mundo estão em isolamento social nas suas residências por causa da pandemia do coronavírus (agora podemos dizer isso, pois a Índia, que tem 1.3 bilhão de habitantes, anunciou o seu isolamento social), o Internet Archive decidiu dar a sua dose de colaboração para reduzir a fadiga e o tédio dos confinados.

Para isso, criou a National Emergency Library (Archive.org/NEL), que oferece acesso a 1.4 milhão de livros da Open Library, suspendendo assim a lista de espera que está vigente nesse momento para o processos de empréstimo de livros. Tal suspensão é valida até o dia 30 de junho, podendo ser prorrogada se a emergência nacional nos Estados Unidos se estender além disso.

 

 

 

Tem quase 1.000 livros em português

 

 

Com esse livre acesso a 1.4 milhão de livros (e esse número deve crescer nas próximas semanas), os responsáveis pelo Internet Archive e das bibliotecas universitárias que colaboram com a OpenLibrary.org pretendem ajudar a todos os leitores que não poderão acessar as suas bibliotecas locais, e aos amantes da leitura que querem novos conteúdos.

A seleção dos livros teve como prioridade os títulos publicados ao longo do século XX que não contam com eBooks oficiais, pois são mais difíceis de conseguir através de outros meios. A medida foi tomada em função da emergência nacional (nos Estados Unidos), e quer beneficiar aos usuários que vão estudar de casa, alcançando assim o objetivo final do Internet Archive: entregar uma biblioteca ao alcance de todos.

O Internet Archive deixa claro que esta biblioteca emergencial está ao alcance de usuários de todo o planeta, incluindo é claro os brasileiros, que podem ter acesso a 929 livros catalogados no site (no momento em que esse post foi produzido).

Obviamente, a grande maioria dos livros está em inglês, mas isso não deve ser um empecilho para aqueles que desejam gastar o seu tempo com uma leitura de qualidade e com maior variedade (desde que a pessoa domine o idioma de Shakespeare, obviamente).

E essa é mais uma iniciativa que merece ser aplaudida de pé, pois vai ajudar a muitas pessoas ao redor do mundo nesse momento bem complicado.


Compartilhe