Compartilhe

O Oscar 2020 teve boa parte dos seus vencedores revelados bem antes da premiação acontecer. A BigML, empresa de machine learning, publicou uma lista de possíveis vencedores elaborada por uma inteligência artificial antes da premiação acontecer. E nesse post, vamos ver qual foi a taxa de sucesso da IA.

Os resultados não são perfeitos, o que já era esperado. Mas ao menos podemos ver todo o potencial da BigML nesse campo.

 

 

 

Um índice de acerto de 62,5% no primeiro caso

 

A seguir, a lista de previsões da IA para o Oscar 2020:

Melhor filme: ‘Era uma vez em Hollywood’ (erro, ganhou ‘Parasita’)
Melhor Diretor: Sam Mendes (erro, bong Joon Ho ganhou)
Melhor atriz: Renée Zellweger (Sucesso)
Melhor ator: Joaquin Phoenix (Sucesso)
Melhor atriz coadjuvante: Laura Dern (Sucesso)
Melhor ator coadjuvante: Brad Pitt (Sucesso)
Melhor Roteiro Original: ‘Parasita’ (sucesso)
Melhor roteiro adaptado: ‘O Irlandês’ (erro, ‘Jo jo Rabbit’)

 

A inteligência artificial da BigML alcançou um índice de acertos de 62,5% nas previsões dos vencedores do Oscar 2020. Aqui, a IA levou em consideração diversos fatores, indo da sinopse do filme, suas indicações, pontuações em sites especializados como o iMDB, seu orçamento e os prêmios que recebeu antes do Oscar.

 

 

 

Um índice de acerto de 87,5% no segundo caso

 

via GIPHY

 

O segundo exemplo de uso da inteligência artificial como crítico de cinema/apostador no bolão do Oscar veio da Unanimous A.I., outra empresa especializada em IA. Ela é famosa por realizar previsões de vencedores para grandes eventos esportivos, como o Super Bowl.

A Swarm A.I. é uma tecnologia onde vários cinéfilos se conectam simultaneamente para fazer previsões. Conforme as apostas chegam, um indicador se aproxima da opção mais provável, dando aos participantes a chance em repensar a sua escolha com base no consenso do grupo.

A seguir, a lista de vencedores da Swarm A.I.:

Melhor filme: ‘1917’ (erro, ganhou ‘Parasita’)
Melhor Diretor: Sam Mendes (erro, bong Joon Ho ganhou)
Melhor ator: Joaquin Phoenix (Sucesso)
Melhor atriz: Renée Zellweger (Sucesso)
Melhor ator coadjuvante: Brad Pitt (Sucesso)
Melhor atriz coadjuvante: Laura Dern (Sucesso)
Melhor Roteiro Adaptado: ‘Jo jo Rabbit’ (sucesso)
Melhor Roteiro Original: ‘Parasita’ (Sucesso)
Melhor filme de animação: ‘Toy Story 4’ (Sucesso)
Melhor filme internacional: ‘Parasita’ (Sucesso)
Melhor documentário: ‘Fábrica Americana’ (Sucesso)
Melhor Fotografia:’1917′ (sucesso)
Melhor figurino: ‘Little Women’ (sucesso)
Melhor Canção Original: ‘Rocketman’ (sucesso)
Melhor Direção de Arte:’Era uma vez em Hollywood’ (sucesso)
Melhores Efeitos Visuais: ‘1917’ (sucesso)

 

Neste segundo caso, os resultados são realmente impressionantes, com apenas dois erros nas 16 categorias, entregando assim um índice de acerto de 87,5%. Algo espantoso para um software.

As duas tecnologias demonstram claramente que a inteligência artificial está cada vez mais sofisticada e próxima de entender a nossa realidade prática. É claro que quase ninguém imaginou que Parasita poderia vencer como Melhor Diretor e Melhor Filme (o que acho ótimo nos dois casos), mas os demais acertos (mesmo os menos prováveis) chamam a atenção.

Vamos ficar de olho no Oscar 2021 para descobrir se esse índice de acerto melhora ainda mais à medida que mais dados serão coletados, e de acordo com o desenvolvimento desses sistemas por parte dos seus idealizadores.


Compartilhe