Intel vai unir as suas divisões de mobilidade e desktops | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Intel vai unir as suas divisões de mobilidade e desktops | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Intel vai unir as suas divisões de mobilidade e desktops

Intel vai unir as suas divisões de mobilidade e desktops

Compartilhe

650_1000_191c

Conforme a barreira de desenvolvimento que divide dispositivos móveis e desktops vai se eliminando, o mercado mostra a sua preferência pelo segmento mobile. A Intel – por exemplo – vai unir essas duas divisões, que estavam muito bem definidas, para reduzir perdas e se tornar mais eficiente.

A ideia da Intel é juntar os dois negócios, onde a divisão que se encarrega de produzir o hardware para smartphones e tablets – com pouco sucesso – será a mesma que vai desenvolver os processadores de notebooks, ultrabooks e desktops. Para Chuck Mulloy (executivo da Intel), as linhas que separam esses dispositivos estão cada vez mais difusas, e é necessário acelerar a implementação e criação eficiente de soluções que permitam uma transição mais rápida em diferentes categorias de produto.

As mudanças começam a ter efeito no começo de 2015, e serão coordenadas por Kirk Skaugen, hoje responsável pela divisão de computadores da Intel.

A fusão das duas divisões também está relacionada com a saúde da divisão móvel, que apresentou números preocupantes nos últimos resultados financeiros. No último mês de abril, a Intel revelou seus planos para que essa divisão saísse do vermelho, mas ao que tudo indica, a estratégia mudou.

No último trimestre, foram registradas perdas de US$ 1 bilhão na divisão mobile. Esse prejuízo foi compensado pelo aumento de 9% na divisão de computadores, com US$ 4 bilhões em lucros. Parte dessa recuperação passa pelo mercado de tablets, onde a Intel pretende vender mais de 40 milhões de processadores para essa categoria de dispositivo antes do final de 2014. O que complica a situação é o fato dos fabricantes escolherem o ARM como preferido, especialmente por conta dos chips da Qualcomm.

Via WSJBloomberg


Compartilhe
TargetHD.net