Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Instalar o subsistema Windows para Linux nunca foi tão fácil

Instalar o subsistema Windows para Linux nunca foi tão fácil

Compartilhe

A Microsoft prometeu facilitar a instalação do Subsistema Windows para Linux, assim como a sua maior compatibilidade com as distribuições GNU/Linux, e cumpriu com a promessa na última versão de testes Windows 10 Insider Preview Build 20246. Ele permite o uso do Bash, o interpretador de comandos padrão da maioria das distribuições do sistema operacional de código livre no Windows 10.

Isso foi feito para que os desenvolvedores não necessitem mais sair do Windows 10 utilizando máquinas específicas com o Linux, já que o WSL permite a execução de códigos binários do Linux no sistema operacional da Microsoft a partir da linha de comandos, scripts Bash, diversos comandos e outras ferramentas como Ruby ou Python diretamente do Windows.

Com essas melhorias no WSL e os acordos com a Canonical para oferecer o Ununtu na Microsoft Store (e o mesmo aconteceu com distribuições como Fedora e SuSE), podemos dizer que Windows e Linux estão mais próximos do que nunca.

O WSL 2 melhora o desempenho geral, adiciona um kernel Linux completo, possui suporte para DirectX 12 e aplicativos gráficos, entre outras novidades. Em breve, ele poderá usar kernels personalizados, conectar apps Linux a partir do Windows usando o localhost, vai suportar atualizações do kernel a partir do Windows Update e também pode executar apps Linux completos no modo gráfico.

 

 

 

Subsistema Windows para Linux (Insiders)

 

 

A última versão de testes do Windows 10 suporta um novo comando que facilita a tarefa de instalação da ferramenta e das distribuições GNU/Linux. Basta executar o comando «wsl –install» em três opções dentro do sistema: no prompt de comando, no console avançado PowerShell ou no Windows Terminal. Assim, é possível instalar todos os componentes necessários e a distribuição padrão, que é o Ubuntu.

Também é igualmente simples instalar uma versão específica do Ubunto ou de outras distribuições alternativas. Basta adicionar o nome da distribuição suportada. A linha de comando vai ficar desse jeito: «wsl —install -d <Nome_Da_Distribuição>».

Nesse momento, você pode instalar as variantes abaixo:

Ubuntu
Debian
Kali-Linux
openSUSE-42
SLES-12
Ubuntu-16.04
Ubuntu-18.04
Ubuntu-20.04

O novo comando está disponível na última versão de testes do Windows 10, e deve estar disponível na próxima versão estável, a Windwos 10 21H1.

 

 

 

Subsistema Windows para Linux (Versões estáveis)

 

 

O processo para as versões estáveis está disponível a partir do Windows 10 2004, e é mais trabalhoso de ser executado:

1) Acesse o console Powershell avançado no modo de administrador para instalar a função executando o comando “Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName Microsoft-Windows-Subsystem-Linux”.

2) Quando solicitado, reinicie o computador.

3) Instale uma das distribuições Linux disponíveis na Microsoft Store (Ubuntu, Suse Linux Enterprise Server 12, Debian, Kali Linux …). Depois de baixado, instale-o no menu iniciar.

4) Abra o PowerShell como administrador e ative a plataforma da máquina virtual com o comando “Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName VirtualMachinePlatform”.

5) Reinicie o computador novamente.

6) O último passo é configurar a distro instalada, Ubuntu por exemplo.

7) Abra o PowerShell novamente no modo de administrador e execute wsl -l -v para listá-los.

 

 

– Para selecioná-lo wsl –set-version Ubuntu 2
– Para deixar como padrão wsl –set-default-version 2

 

No final das contas, Windows e Linux estão cada vez mais próximos. E há quem diga que o Windows será no futuro uma capa de emulação no Linux, mantendo sua interface de usuário, ferramentas internas e aplicativos do sistema, mas construído sobre um kernel Linux.

Os provedores de softwares de terceiros deixarão de enviar binários do Windows em favor dos binários ELF com uma API do Linux pura. E, dessa forma, veríamos finalmente o tal “ano do Linux nos desktops”.

Previsão meio maluca. Mas o mercado está maluco. E a Microsoft está malucamente apaixonada pelo Linux. E o Windows 10 está com um código cada vez mais complicado.

Soma tudo isso, e você conclui que tudo pode acontecer nesse aspecto.


Compartilhe