Compartilhe

Essa não é uma notícia de primeiro de abril. E durante anos vivemos a mentira vendida pelos vegetarianos e veganos falando sobre a carne de soja (sem mostrar uma vaca feita de soja até hoje). A revolução da carne de mentira é real, e nos últimos anos muitas empresas e restaurantes tentam recriar a experiência de comer um hambúrguer sem usar carne de verdade.

Agora, a revolução chegou ao mainstream. O Burger King, segunda maior rede de fast food do mundo, anunciou que vai lançar nos Estados Unidos uma versão do Whopper com hambúrgueres fabricados pela Impossible Foods.

 

 

A melhor coisa que poderia acontecer para a ‘carne de mentira’

 

 

Esse produto já é servido em mais de 3.000 restaurantes dos Estados Unidos, mas a sua chegada ao Burger King e as suas mais de 7.200 unidades no país é o impulso que a carne de mentira precisava para mostrar que a tendência é séria.

O ingrediente da Impossible Foods não é o impossível, mas sim a hemoglobina de soja, já autorizada pela FDA. A proteína é produzida de forma natural nas raízes da planta de soja para ser recuperada com a ajuda de leveduras e depois incorporada aos filetes vegetarianos, entregando um sabor e uma textura parecida com a carne, com uma estrutura bioquímica muito similar.

Há quem diga que a maioria das pessoas não vai notar a diferença entre esse hambúrguer e aquele com carne real. Bom, pelo menos aquelas pessoas que não estão na área de gastronomia e só querem comer o lanche. E a prova que o Burger King está apostando pesado no formato foi o teste cego, onde o Impossible Whopper não se distinguiu de um Whopper normal.

Fernando Machado, diretor de marketing do Burger King, explicou que, até o presente momento, clientes e funcionários foram capazes de diferenciar com facilidade o Whopper de carne do novo nos testes realizados. E isso é mais interessante do que pode parecer por causa da escolha da estratégia de marketing de forma específica, comprovando que não existe diferenças entre o Whooper de verdade e o mentiroso sem carne.

A melhor coisa que poderia acontecer com a carne de mentira é ter uma gigante como o Burger King elevando a carne de mentira para esse nível, indo além das estratégias comerciais a curto prazo. E pode ser a chegada desse tipo de produto que, em um passado não muito distante, era considerado algo impossível.

 

 

Via New York Times


Compartilhe