Compartilhe

E quem disse que o mundo gaming não pode ser sofisticado no seu design. Na verdade, deve ser assim. Se temos computadores com linhas futuristas e cheios de luzes para atender aos anseios estéticos de jogadores ao redor do mundo, por que não colocar um pouco mais de estilo nos acessórios desse universo?

Pois bem, a IKEA, fabricante sueco mundialmente conhecido pelos seus móveis acessíveis (lá fora, porque se chega algum móvel da marca por aqui custa o olho da cara) está ampliando o alcance da empresa para outros segmentos de mercado. Além do mobiliário para casas sofisticadas, a empresa quer ser capaz de satisfazer uma grande variedade de estilos de vida.

 

 

Acessórios impressos em 3D para maior conforto dos gamers

 

 

A empresa anunciou recentemente uma parceria com a UNYQ para desenvolver acessórios personalizados para gamers, com o objetivo de melhorar a comodidade dos fãs dos jogos em casa. Não espere por mouses, teclados ou outros periféricos gaming com a marca IEKA. Ao que parece, a empresa está pensando em criar acessórios personalizados para jogadores, adaptando-se inclusive ao formato do corpo, podendo potencialmente ajudar aos usuários com problemas de acessibilidade.

Na verdade, a própria IKEA faz um ‘mea culpa’ nesse sentido, afirmando que não viu todo o potencial desse grupo de usuários antes, e não estudando as necessidades específicas em casa como deveriam. A empresa quer com essa iniciativa quebrar mitos e mal entendidos em torno dos gamers, que consideram um grupo grande de todas as idades, além de reconhecer que, para alguns deles, essa é uma atividade profissional.

 

 

Até agora alguns dos protótipos que foram criados incluem cases de teclas com texturas, um cabo elástico para o mouse e uma pulseira personalizada impressa em 3D a partir das dimensões reais do pulso, captadas por uma câmera. É a alta tecnologia a serviço do conforto para os gamers.

A IKEA deve começar a comercializar esses acessórios em 2020. Até lá, vamos acompanhar o desenvolvimento desse projeto.

 

 

Via IKEA, Engadget


Compartilhe