Compartilhe

IBM, Microsoft e Linux Foundation formaram uma aliança com a Open Invention Network para combater os trolls de patentes que ameaçam a indústria e a inovação tecnológica, e que recentemente escolheram como alvo a comunidade Open Source.

De forma mais específica, IBM e Microsoft vão apoiar a Zone de Código Aberto da Unifield Patents, permitindo assim ampliar as atividades da OIN e seus sócios para dissuadir os trolls de patentes e proteger as tecnologias Linux e OSS adjacentes utilizadas por desenvolvedores, distribuidores e usuários.

Só agora sabemos que as empresas tomaram essa decisão. A chegada da IBM (Red Hat) e da Microsoft em uma aliança tão incomum e, ao mesmo tempo, poderosa, é mais que bem vinda para a comunidade. Além de mostrar mais uma vez como a gigante de Redmond mudou o seu pensamento em relação ao Open Source.

Nesse momento, há um caso de patentes de alto perfil contra a Fundação Gnome, e esse não foi o motivo para a união das empresas para enfrentar os trolls de patentes. Mas é inegável que a ameaça existe, e essas empresas precisam se proteger e, ao mesmo tempo, proteger parte de todo um mercado.

Outras comunidades que estão preocupadas com esse risco estão sendo contactadas para conversar e trabalhar em conjunto com a Open Inovation Network, inclusive com possíveis investimentos para obter outras patentes. A OIN está protegendo os projetos de código aberto com Linux com um programa de patentes defensivas que permite o uso de licenças cruzadas entre os seus membros sem pagamento de royalties. E a Microsoft entrou nesse programa em 2018.

 

 

Trolls de patentes, uma ameaça real

A brutal guerra de patentes entre as gigantes tecnológicas permitiu o auge de empresas terceiras dedicadas ao tráfico de patentes. Os trolls de patentes compram um bom número de patentes e as impõem judicialmente contra supostos infratores, de forma oportunista. São parasitas que nunca utilizam as patentes para fabricar produtos.

Estes trolls querem que toda uma indústria seja dirigida por advogados, e não por engenheiros e designers. Empresas de diferentes portes estão ameaçadas, e os litígios são apenas uma parte do problema. Na maioria dos casos, os trolls ameaçam com processos e alcançam os seus objetivos reais sem precisarem apelar para os tribunais.

Os trolls de patentes custavam para a economia global US$ 29 bilhões por ano em 2012. Hoje, o valor deve ser bem maior. Uma das formas para combater o mal é a suspensão de patentes de software, além da racionalização das demais patentes para proteger a verdadeira inovação.

 

Via OIN


Compartilhe