Em um acordo histórico, a IBM adquiriu o projeto de Open Source Red Hat, por US$ 34 bilhões, o maior valor pago por uma empresa de software de todos os tempos.

A Red Hat passa a ser uma unidade da divisão Hybrid Cloud da IBM, e Jim Whitehurst, CEO da Red Hat, passa a fazer parte do time diretivo da IBM, ficando abaixo apenas do CEO da própria IBM, Ginni Rometty.

Este é terceiro acordo tecnológico mais importante da história dos Estados Unidos, excluindo os acordos entre AOL e Time Warner. Dell e EMC completaram uma operação por US$ 67 bilhões em 2016, e a JDS Uniphase pagou US$ 41 bilhões pela SDL em 2000, justamente quando a bolha da internet estourou.

A operação confirma a relevância do Open Source, e as gigantes de tecnologia adquirindo empresas com essa filosofia. A Microsoft pagou US$ 7.5 bilhões pelo GitHub em junho de 2018, E a Salesforce comprou a MuleSoft por US$ 6.5 bilhões.

 

 

O objetivo da IBM com a Red Hat é fazer com que a empresa melhore os serviços de cloud, visando a liderança do setor. A Red Hat tem como um dos seus destaques o OpenShift, uma plataforma de computação na nuvem, além de trabalhar com o OpenStack, uma referência no âmbito da computação na nuvem para centro de dados.

A Red Hat se transformou em um dos grandes provedores de soluções do segmento de cloud, inclusive com soluções proprietárias. A aquisição deve ser concluída na segunda metade de 2019.

 

Via CNBC, IBM, Red Hat