Compartilhe

Os novos Huawei P40 e P40 Pro+ são oficiais, e apostam em uma configuração fotográfica ambiciosa, um hardware top de linha e melhorias evidentes em relação aos modelos da geração anterior. Logo, já podemos comparar os novos modelos com o Huawei P30 Pro, e descobrir o que exatamente mudou e quais são as melhorias. Assim, você pode concluir por si se vale a pena ou não a troca.

 

 

 

O salto para os 90 Hz

 

 

Os novos Huawei P40 e P40 Pro+ contam com telas de 90 Hz, algo mais racional e conservador que uma tela de 120 Hz. A tela aumento dos 6.47 polegadas do P30 Pro para os 6.58 polegadas dos novos modelos, com salto para a resolução 2K.

No design, os novos modelos são muito diferentes da geração anterior. As bordas são mínimas, a frontal tem um furo para a câmera (dando adeus ao notch) e a parte traseira tem o módulo de câmera na vertical. O acabamento ainda é de cristal e alumínio como materiais principais de construção.

O Kirin 990 permite aos novos modelos o acesso às conectividades 5G, e todos os modelos da nova geração da série P contam com essa característica.

 

 

 

No hardware, importantes novidades

 

 

A primeira é o Kirin 990, mais recente processador top de linha da Huawei, que permite a conectividade 5G aos novos modelos. A memória interna pode alcançar 256 GB na versão base do P40 Pro (512 GB no P40 Pro+), mantendo os 8 GB de RAM base. Na bateria, estão mantidos os 4.200 mAh. Vamos ver se a nova tela em QHD+ a 90 Hz vai impactar nessa autonomia de bateria, mas a recarga rápida pode salvar os usuários de apuros.

O leitor de digitais continua abaixo da tela, mas é 30% maior e mais rápido. Repetem as conectividades USB 3.1, NFC, WiFi dual band e outros itens já vistos no modelo da geração anterior.

 

 

 

Aposta tudo nas câmeras

 

 

Os novos P40 Pro e P40 Pro+ contam com um sensor fotográfico principal de 50 MP, com a estrutura RYYB no lugar dos tradicionais RGGB de 40 MP do P30 Pro. A ultra grande angular passa de 20 MP para 40 MP, mantendo apenas a resolução da teleobjetiva, com 8 MP e estabilização ótica. O zoom do P40 Pro está mantido (5x), mas no modelo Pro+ encontramos uma teleobjetiva extra de 10x óticos, que trabalha com outra teleobjetiva de 3x (sim, dois sensores teleobjetivas). O P40 Pro+ tem um zoom híbrido de até 20x e até 100x de forma digital.

O novo software de câmera possui novos algoritmos para evitar perdas de detalhes nos cantos, sistema de fusão de imagens, tracking de objetos em vídeo, etc. Seu apoio por inteligência artificial se destaca principalmente pelo novo Huawei XD Fusion Engine, uma tecnologia que combina vários disparos para obter fotografias com maior informação, além de trabalhar na redução da perda de qualidade quando nos distanciamos do centro da fotografia, ou seja, para evitar a perda de detalhe nas bordas.

O novo sensor principal capta 40% a mais de luz. E isso, somando às melhorias de software, indica que a câmera dos novos smartphones ficam muito acima nos resultados finais em relação à geração anterior.

Algo que só poderá ser comprovado quando os primeiros reviews aparecerem na internet.


Compartilhe