Huawei MatePad, o tablet educacional econômico

Compartilhe

Definitivamente, o tablet não morreu. Talvez boa parte da imprensa que cobre o mundo da tecnologia acabou se antecipando no processo de fritura do dispositivo, principalmente com a chegada dos smartphones com telas de seis polegadas ou mais. Algo até compreensível, pois muitos se perguntaram: “quem vai querer ter um tablet com as telas dos telefones ficando cada vez maiores?”.

Eu, por exemplo, preciso de um tablet para outras atividades onde o smartphone não é suficiente.

O tablet ainda é uma alternativa muito cômoda e muito mais barata (em muitos casos) que um computador para as tarefas educacionais, e a Huawei aposta nisso para promover o seu novo tablet, o Huawei MatePad. O produto tem configurações mais básicas que o seu equivalente com o sobrenome Pro, mas não renuncia à produtividade oferecida pela M-Pencil.

 

 

Seu design é muito parecido com o do irmão maior, mantém o conservador da casa (de linha média) trabalhando com 6 GB de RAM e várias das boas características técnicas do primeiro modelo são mantidas nesse dispositivo menor (nas configurações). Vamos conhecer mais detalhes do Huawei MatePad a partir de agora.

 

 

 

Câmera frontal na borda, para que a tela seja protagonista

 

 

O Huawei MatePad recebe na parte traseira um módulo de câmeras em vertical em um dos cantos, com um chassi de alumínio que integra a tela IPS de 10.4 polegadas (2K, 2000 x 1200 pixels). As bordas de tela são bem finas, e só recebe a câmera frontal. Essa tela conta com a certificação TÜV Rheinland e suporte à caneta ótica da Huawei, a M-Pencil. A má notícia é que a caneta não está incluída no kit de venda do produto de série.

 

 

 

Até 6 GB de RAM e som quadruplicado

 

 

O novo tablet conta com um processador Kirin 810, trabalhando com opções com 4 GB e 6 GB de RAM, e 64 GB ou 128 GB, com modelos de 4 + 64 GB e 6 + 128 GB, sendo que esta última versão também conta com o suporte de conectividade LTE, além do WiFi.

No software, o Huawei MatePad conta com a EMUI 10.1 baseado no Android 10 (sem Google Services). O modelo ainda conta com quatro alto-falantes com Histen 5.0 e Harman Kardon Audio, além de quatro microfones para um maior cancelamento de ruído de fundo e melhor captação de voz do usuário durante conversas e outras atividades. O conjunto é alimentado por uma bateria de 7.250 mAh, com suporte para recarga rápida de 18W.

 

 

Nas câmeras, temos dois sensores (frontal e traseira) de 8 MP, onde a traseira conta com foco automático, flash LED e funções como HDR e time-lapse.

 

 

 

Huawei MatePad: versões e preços

 

 

O Huawei MatePad foi apresentado na China, e não sabemos se o produto vai chegar ao mercado internacional, mas vamos ficar atentos aos movimentos da marca nesse sentido. De qualquer forma, não deve demorar para o seu site de importação preferido começar a apresentar esse produto entre os itens disponíveis. Mesmo porque não é difícil imaginar muitos estudantes interessados em um produto como esse.

A seguir, as versões e preços (já convertidos):

Huawei MatePad 4GB/64GB WiFi: 249 euros.
Huawei MatePad 6GB/128GB WiFi: 288 euros.
Huawei MatePad 6GB/128GB WiFi+LTE: 327 euros.

 

 

Via Huawei


Compartilhe