Pode parecer prematuro um comparativo (especialmente quando não testamos os dois dispositivos), mas temos que aproveitar que os dois dispositivos são o assunto do momento. Samsung Galaxy Fold e Huawei Mate X foram apresentados na MWC 2019, e são os dois primeiros smartphones dobráveis de grandes fabricantes que chegam ao mercado.

Nesse post, vamos fazer um comparativo teórico entre produtos com filosofias muito diferentes. Enquanto o Galaxy Fold possui duas telas (uma interna e outra externa), o Mate X possui uma tela só que se abre para ser um tablet, e que dobra para fora para ser um smartphone.

 

 

De semelhante, só mesmo o fato que eles dobram

A transição da tela externa para a interna no Samsung Galaxy Fold chamou a atenção, enquanto que o Huawei Mate X parece mais um tablet que se transforma em smartphone, e não o contrário. Por outro lado, a solução da Huawei é muito mais ajustada para o uso como smartphone com as suas 6.6 polegadas (contra as 4.6 polegadas da tela externa do dispositivo da Samsung).

 

 

A tela única do Huawei Mate X usa a tecnologia OLED, assim como acontece com o Samsung Galaxy Folx, mas também leva vantagem no modo tablet, já que conta com 8 polegadas, contra 7.3 polegadas do Galaxy Fold.

Os dois dispositivos contam com dobradiças no sistema de dobra, mas com formatos diferentes. A Samsung alega que o Galaxy Fold pode ser dobrado de forma ilimitada, enquanto que a Huawei cehgou a colocar um nome no seu sistema, o Falcon Wind Design, com mais de 100 componentes patenteados.

 

 

Também temos diferenças nos processadores. A Samsung aposta no Exynos 9820 na versão internacional, e no Snapdragon 855 na versão norte-americana. A Huawei aposta no HiSilicon Kirin 980, seu chip mais potente e presente no Mate 20 e Mate 20 Pro. Na RAM, a Samsung vence (12 GB no Fold, contra 8 GB do Mate X).

Os dispositivos se aproximam na bateria. O Huawei Mate X possui 4.500 mAh, contra 4.380 do Samsung Galaxy Fold (em sistema de bateria dupla). O modelo da Huawei carrega mais rápido (55 W no Super Charge).

 

 

5G, um golpe da Huawei na mesa

Os dois dispositivos se conectam nas redes 5G, mas o Samsung Galaxy Fold só fará isso em uma de suas versões. Já o modem Balong 5000 estará presente em todos os modelos do Huawei Mate X, e tem velocidades muito superiores que o Snapdragon X50 e o Exynos 5100, modems 5G da Samsung (4.6 Gbps, contra 2.3 Gbps). Sem falar que o modem da Huawei está pronto para a fase 2 do 5G.

 

 

Nas câmeras, o Huawei Mate X tem o mesmo sistema de câmera tripla do Mate 20 Pro (40 MP + 16 MP + 8 MP), onde essas câmeras também funcionam para selfies (basta dar a volta no dispositivo para a auto foto; lembre-se que as duas telas podem mostrar a imagem capturada, já que estão dobradas). Ou seja, para as selfies, esse modelo está um passo na frente da concorrência.

A Samsung também optou por uma câmera tripla traseira (12 MP + 16 MP + 12 MP), mas adotou uma câmera dupla para selfies no notch da tela (10 MP + 8 MP), além de outra câmera na tela menor, com 10 MP.

 

 

Os dois dispositivos recebem o Android 9 Pie, contam com 512 GB de armazenamento, mas nesse último a vantagem pode ser da Samsung, pois estreou o protocolo UFS 3.0, que tem desempenho muito maior que o UFS 2.1. Nenhum dos dois dispositivos contam com conector de áudio (uma pena).

 

O Samsung Galaxy Fold tem preço sugerido de US$ 1.980.

O Huawei Mate X tem preço sugerido de 2.299 euros.

Qual dos dois você compraria se tivesse essa grana toda? Ou nenhum deles?