O Huawei Mate 20 Pro foi a próxima vítima do teste de tortura do JerryRigEverything. Este é mais um smartphone que foi avaliado para descobrir qual é o nível de resistência do produto. E nesse caso, temos boas e más notícias.

É importante ressaltar que o teste de resistência do nosso amigo Jerry existe a algum tempo, e que não apenas é possível verificar o quão resistente é o produto, mas também o quanto pode custar tentar a reparação por conta própria (ou se a brincadeira vai sair cara na assistência técnica, por conta do nível de complicação deixado pelo fabricante na construção do dispositivo).

Pois bem, o Huawei Mate 20 Pro, mais recente smartphone top de linha dessa empresa asiática, acabou se comportando dentro do esperado para um smartphone top de linha moderno, mas o simples fato de passar a utilizar uma tela com vidro curvo parece ter fragilizado esse componente.

No tradicional teste de dobra, o Mate 20 Pro não dobrou em demasia, mas a flexão exigida foi suficiente para o vidro trincar. Fica a dúvida se a fragilidade de tela também não aumentou por causa dos testes de resistência, com vários riscos na tela do dispositivo, uma vez que foi exatamente nessa área que o vidro quebrou.

A parte positiva é que o novo vidro traseiro utilizado no acabamento do Huawei Mate 20 Pro é capaz de resistir a todos os abusos e excessos do dia a dia, o que dá muita confiança para aqueles que querem correr o risco de utilizar o dispositivo sem capa, já que não há risco de deixar o telefone da mesa em qualquer um dos lados.

Por outro lado, eu sinceramente duvido que aqueles que vão pagar muito caro por um smartphone como esse vai correr o risco de ter o vidro quebrado. Qualquer recurso para minimizar problemas futuros são bem vindos. Um case então… quase de uso obrigatório.