Compartilhe

No começo de março de 2018, a Huawei anunciou que estava preparando um plano B caso seja obrigada a deixar de trabalhar com a Microsoft e o Google. De acordo com Richard Yu, CEO da empresa, o sistema operacional do plano B já está pronto, e serviria tanto para computadores pessoais como para dispositivos móveis.

Agora, de acordo com vários meios chineses, o seu desenvolvimento está muito avançado, a ponto do software poder estar mais próximo do que se pensa.

 

 

HongMeng OS, em desenvolvimento desde 2012

 

O sistema operacional próprio da Huawei não vai nascer da noite para o dia. O seu desenvolvimento existe desde 2012, e já teria sido testado em diferentes telefones. Um esforço independente que a Huawei está realizando como alternativa aos sistemas Android e Windows.

O nome de código (não comercial) do sistema operacional seria HongMeng OS, e de acordo com fontes, o software ainda precisa de um tempo de maturação, mas a empresa está trabalhando pesado no desenvolvimento do seu sistema operacional proprietário.

Porém, o trabalho já estaria realmente maduro e foi acelerado com os últimos acontecimentos, com a possibilidade de chegar aos seus dispositivos já no próximo outono ou, no máximo, na próxima primavera.

Já as fontes chinesas apontam para um lançamento para o final do ano, enquanto que outros mais conservadores afirmam que o projeto do sistema está longe de ficar pronto. O bloqueio do Google poderia forçar o lançamento desse sistema operacional e ecossistema, mas o projeto conhecido como Project Z estaria longe de estar pronto.

 

 

O HongMeng OS estaria disponível para smartphones, computadores, tablets, TVs, carros e wearables. Ou seja, um único sistema para unificar todos os dispositivos, no estilo do Fuchisa, da própria Google.

O sistema operacional seria compatível com todos os aplicativos Android e com todos os apps web. Não só isso: no caso de uma recompilação de aplicativo, ele melhoraria o seu desempenho em mais de 60% graças ao uso de um novo microkernel. Apesar de permitir a instalação de aplicativos Android, o novo sistema segue sem poder acessar os apps e serviços do Google se o bloqueio seguir adiante. Não seria um impedimento para que a Huawei aposte na sua própria loja de aplicativos.

Há quem especule que o novo sistema operacional seria apresentado junto com o Huawei Mate 30, mas ainda é muito cedo para dizer dizer isso. Mas levando em conta tudo o que está acontecendo, esse sistema tem lançamento incerto.

Fato é que a Huawei não passa por um bom momento em sua relação com o Android, mas não seria a primeira marca a tentar se distanciar do Google com o seu próprio ecossistema.

Será que dessa vez dá certo?

 

Via Welt, Huawei Central


Compartilhe