Compartilhe

A HiSense é mais conhecida do grande público por sua presença no mercado de TVs, mas no segmento de smartphones está ganhando uma certa reputação por ser a única a seguir apostando na tecnologia de telas de tinta eletrônica nos seus dispositivos.

Já vimos a proposta na parte traseira do YotaPhone e em outras oportunidades como tela principal, mas em todos os casos encontramos uma tela monocromática. Pois bem, a HiSense apresentou na CES 2020 um smartphone com tela de tinta eletrônica colorida, que deve chegar ao mercado no meio de 2020.

 

 

Smartphone e eBook reader com tela colorida ao mesmo tempo

Não espere dessa tela a mesma intensidade de cores que você encontra em uma tela de smartphone tradicional, mas pelo menos você vai ter algum colorido nessa inovadora tela de tinta eletrônica. Essa tela estará presente em um futuro smartphone da HiSense cujo nome não foi revelado, mas que está pronto para o seu lançamento previsto para o meio de 2020.

A HiSense não revelou muitos detalhes sobre o dispositivo e sobre a tecnologia que está por trás dessa tela de tinta eletrônica colorida, mas é importante lembrar que a Wacom e a E Ink Corp estavam desenvolvendo uma nova tecnologia de papel eletrônico colorido que seria capaz de representar milhares de tonalidades de cores. A empresa é um pouco mais específica nos números, e suas telas podem representar até 4.096 cores.

Você pode até achar que essa quantidade de cores é significativamente menor do que as mais de 16 milhões de cores que qualquer tela normal pode oferecer. Porém, mais uma vez, é preciso lembrar ao amigo leitor que, no caso desse smartphone da HiSense, nós estamos falando de uma tela de tinta eletrônica, que possui uma complexa produção, sem falar que até agora a maioria dos dispositivos exibiam tudo em preto e branco.

Ou seja, o que a HiSense conseguiu aqui é uma grande vitória no desenvolvimento tecnológico. As fotos que a empresa compartilhou no Weibo mostram a tela em ação e várias das cores que ela pode exibir. São cores mais apagadas do que aquelas apresentadas em uma tela LCD, AMOLED, LED ou OLED (é claro), mas bem menos monótonas do que as telas de tinta eletrônica clássicas.

Tudo isso chega com a mesma experiência de leitura amigável para a vista, com a vantagem que esta é uma tecnologia mais fina e leve e com uma melhor qualidade ótica.

Não há previsão de lançamento do primeiro smartphone da HiSense com tela de tinta eletrônica colorida, e preços também não foram especulados. Mas esperar por um produto como esse é algo mais do que justo para alguns usuários.

Já pensou na generosa autonomia de bateria que esse smartphone pode ter?

 

 

Via Gizmochina


Compartilhe