HD, SSD ou M.2 NVMe: qual deles escolher? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia HD, SSD ou M.2 NVMe: qual deles escolher? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas de Compras | HD, SSD ou M.2 NVMe: qual deles escolher?

HD, SSD ou M.2 NVMe: qual deles escolher?

Compartilhe

Ter uma boa capacidade de armazenamento é algo importante para quem quer salvar uma grande quantidade de dados. Porém, ter uma unidade de armazenamento que entrega um bom desempenho pode ser ainda mais importante para que o computador ou notebook ofereça uma experiência de uso satisfatória.

Para que você possa escolher a opção de hardware que melhor atende as suas necessidades, vamos neste post mostrar as principais diferenças entre HD, SSD, e M.2 NVMe.

Cada uma das opções oferece características de funcionamento diferentes, além dos seus prós e contras muito peculiares.

 

 

 

O que é um HD?

 

 

Um HD ou HDD (Hard Disk Drive) ou disco rígido é um sistema de armazenamento permanente ou perpétuo, que serve para abrigar arquivos do sistema operacional, programas instalados e documentos do usuário. Ele foi criado pela IBM em 1956, e tem como um dos seus principais diferenciais a sua construção em disco.

Na verdade, um ou vários pratos dispostos na vertical e cabeças magnéticas são utilizados para armazenar os dados em ordem sequencial, em um sistema de codificação e decodificação, escrevendo os dados em espaços disponíveis nos pratos, que podem girar a uma velocidade de até 15.000 RPM.

Os pratos são feitos de alumínio, e recebem um revestimento de uma fina capa de material magnético, e suas cabeças não tocam os pratos durante o giro, apesar da distância minúscula entre os dois elementos.

 

 

 

O que é um SSD?

 

 

Um SSD (Solid State Drive) é um dispositivo de armazenamento permanente que utiliza componentes eletrônicos em estado sólido. É muito mais rápido que um HD, e no seu início era utilizado para armazenar arquivos do sistema operacional. Também nasceu na década de 1950, mas só em 1980 começou a ser comercializado no mercado, através da Toshiba.

As primeiras unidades modernas de SSD apareceram em 1999, e nos anos seguintes a tecnologia do produto só foi melhorando. Hoje, é a melhor relação custo-benefício para abrigar sistema operacional e dados de armazenamento.

Seu funcionamento se baseia em vários componentes de trocas de informações, contando com um processador e uma pequena memória temporária que atua como cache. Os módulos NAND trabalham com um controlador que armazena os dados, e são instalados em paralelo para aumentar o desempenho.

O benefício de tudo isso é que ele pode ter o mesmo espaço de um HD por utilizar muito menos espaço para seus componentes, além de não contar com partes móveis, o que poderia prejudicar a integridade dos dados.

 

 

 

O que é um M.2 NVMe?

 

 

O M.2 NVMe é um protocolo de transmissão e acesso de dados em formato SSD, entregando um desempenho muito superior aos seus predecessores. Sua diferença substancial é a possibilidade de conexão via bus PCI Express da placa-mãe do computador.

Dessa forma, ele pode ler e gravar dados em velocidades muito superiores ao do SSD tradicional, mas com o mesmo padrão de funcionamento. Já barateou bastante, mas é bem mais caro que as demais opções descritas neste post.

 

 

 

Qual é a melhor opção?

Tudo depende das suas necessidades.

O HD tem um desempenho pior, mas conta com maior capacidade de armazenamento e é mais barato. Se você está com um orçamento mais curto, esta pode ser a melhor opção, mesmo com o lastro de desempenho.

O SSD é muito recomendável para obter um funcionamento rápido e ágil. Alguns SSDs são mais rápidos que outros, mas o desempenho será melhor que no HD na grande maioria dos casos.

Agora, se você vai usar o computador para jogar ou em tarefas que exigem o máximo de desempenho, a melhor opção é mesmo o protocolo M.2 NVMe. É bem mais caro que as demais opções, mas a performance que você vai receber faz toda a diferença.


Compartilhe