A guerra das plataformas de streaming acaba de ficar mais intensa, e a WarnerMedia decidiu subir nesse octógono com a HBO Max, nova competidora no segmento. Não confundir com o canal de TV com o mesmo nome que já existe: este será um serviço que, por enquanto, só está ativo nos Estados Unidos, mas deve se expandir para os mercados internacionais com o passar do tempo.

A WarnerMedia também apresentou parte do conteúdo que a HBO Max vai receber, e inclui quase todas as propriedades da empresa, incluindo redes de TV e estúdios cinematográficos, além dos exclusivos que vão receber o nome Max Originals.

A HBO Max vai receber pelo menos 10 mil horas de conteúdo no seu lançamento, com conteúdos do estúdios Warner Bros., New Line, DC Entertainment, CNN, TNT, TBS, truTV, The CW, Turner Classic Movies, Cartoon Network, Adult Swim, Crunchyroll, Rooster Teeth e Looney Tunes. Tudo isso, além do material exclusivo que será produzido a partir de agora e, obviamente, todo o conteúdo da HBO.

 

 

The One Where We Have To Say Goodbye

 

 

Destaque aqui para Friends, que passa a ser exclusivo da HBO Max nos EUA, deixando de vez a Netflix em 2020. E esse é o sinal mais claro de como será a guerra do streaming daqui para frente. Séries como Fresh Prince of Bel Air, Pretty Little Liars, todo o Arrowverso da CW (incluindo Batwoman e Katy Keene) e outros conteúdos relacionados também serão exclusivos da plataforma.

 

 

A WarnerMedia também confirmou que a HBO Max contará no seu lançamento com seis filmes exclusivos, quatro deles produzidos por Greg Berlanti (produtor de Dawson’s Creek, Riverdale e do Arrowverso), e os outros dois filmes com produção da Hello Sunshine, produtora de Reese Witherspoon. Já nos Max Originals, teremos pelo menos três filmes inéditos no lançamento da plataforma.

A HBO Max estreia nos Estados Unidos durante a primavera de 2020. Preços ou plataformas compatíveis não foram revelados.

Vai ser interessante ver como o mercado vai reagir. Tanto os clientes, que terão que colocar a mão no bolso de forma ainda mais profunda, como a concorrência como um todo, especialmente a Netflix, que sente mais um duro golpe. Não há menção sobre um potencial lançamento internacional, mas tudo indica que vai acontecer com o passar do tempo.

Afinal de contas, estamos falando da HBO. It’s not TV. Ainda mais agora.