Google Stadia, de fato, não será a Netflix dos videogames. E isso pode ser muito bom! | TargetHD.net TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content

Google Stadia, de fato, não será a Netflix dos videogames. E isso pode ser muito bom!

Compartilhe

A confirmação que o Google Stadia Pro vai oferecer um jogo por mês de forma gratuita para os seus assinantes foi uma das principais novidades reveladas no final da semana passada, assim como algumas dúvidas importantes, como um possível fim do serviço no futuro, o preço dos jogos e as funções disponíveis no ato do lançamento do serviço.

 

 

Não é a Netflix dos videogames

 

 

O Google Stadia é uma loja de jogos na nuvem, onde os jogos devem ser pagos de forma individual, em um formato mais próximo ao que encontramos hoje no Xbox Live Gold ou no PlayStation Plus, e mais distante da oferta de todo o conteúdo por um valor mensal, como é o caso da Netflix.

Apenas alguns jogos são gratuitos, mas outros são exclusivos e exigem um pagamento. Então, a novidade: um jogo gratuito por mês, em uma coleção crescente para os assinantes do Stadia Pro, em um catálogo exclusivo para esses assinantes.

Porém, um detalhe: se você deixa de ser assinante do Stadia Pro, você mantém os jogos que reivindicou enquanto assinante. Quando você volta, você recupera esses jogos, mas não aqueles que ficaram gratuitos durante o período que você ficou de fora.

E é bom avisar que não teremos jogos gratuitos no Stadia Base, mas jogos free to play (como Fortnite ou Apex Legends) estarão disponíveis. Mas isso precisa ser confirmado.

Os usuários da versão Founder’s Edition poderão ter um nome de usuário único e exclusivo, com todas as informações salvas dias antes do lançamento do Stadia. Os pedidos de nome vão seguir a ordem de pré-reserva, ou seja, quem reservou antes consegue o nome antes.

 

 

Todas as funcionalidades básicas estarão ativas e funcionando desde o primeiro dia do Google Stadia, mas nem todos os recursos anunciados na apresentação do serviço estarão ativos. Não há detalhes sobre o que realmente estará funcionando logo de cara. Sistemas de conquistas e programa de contas familiares chegarão em um momento posterior, mas o controle dos pais estará ativo desde novembro.

Por enquanto, as resoluções de tela mais populares serão cobertas, mas novas opções devem ser anunciadas com o passar do tempo. Ou seja, pelo menos no início, o suporte padrão é para as resoluções HD, Full HD e 4K.

Os usuários do Google Stadia podem esperar pelos preços de jogos que já são cobrados pelas desenvolvedoras. Ou seja, jogos AAA terão preços de jogos AAA, sem subsídios por parte do Google. Se um desenvolvedor quiser cobrar menos, é por conta do desenvolvedor.

Por fim, o Google afirma que “migrar para a nuvem dá medo”, e que nada na vida é certo, mas os investimentos feitos em tecnologia, infraestrutura e parcerias tem como objetivo final transformar o Stadia em um sucesso, e não em um projeto que pode morrer em um futuro a médio prazo, como tantos outros da empresa de Mountain View. Os jogos que você comprar no Stadia são seus, com suporte ao Takeout desde o primeiro dia, permitindo o download dos metadados dos jogos.

Tudo o que o Google afirmou sobre o Google Stadia deixam impressões positivas. Mas as dúvidas serão dissipadas depois de novembro, quando o serviço estrear em definitivo.

 

Via Reddit


Compartilhe