TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Google Stadia acabou: e agora? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Games | Google Stadia acabou: e agora?

Google Stadia acabou: e agora?

Compartilhe

Sim, amigo leitor gamer que acreditou na proposta de jogos de videogame por streaming a partir de servidores gerenciados pela gigante da internet e pagos por você. O Google Stadia morreu, e muitos de nós já sabíamos que isso ia acontecer, de alguma forma.

O Google aumentou a sua lista de produtos e serviços que descontinuou ao longo dos seus anos de atividades na internet, e nesse momento os coveiros abrem mais um buraco em seu já superlotado cemitério de boas ideias que foram assassinadas ao longo do tempo.

E agora, muitas pessoas (incluindo é claro aqueles que acreditaram no Google Stadia) fazem a pergunta mais óbvia do mundo neste momento: e agora?

O que vai acontecer com os usuários do Google Stadia com o anúncio do fim de suas atividades? O que será dos seus usuários? E os jogos que esse povo pagou? Para onde vai?

A partir de agora, as respostas.

Mas antes… alguns contextos que precisam ser colocados.

 

Antes da morte do Stadia, o Google tentou disfarçar as evidências

Os rumores sobre a possível morte do Stadia começaram a aparecer em agosto de 2022, ganhando força em setembro. Quando o assunto começou a ganhar força, o Google foi correndo até o Twitter negar as aparências… ou melhor, os rumores, reforçando que o Stadia não iria fechar as portas e garantiu que novos jogos chegariam ao Stadia Pro.

Naquele momento, foi o próprio Google que deu a entender que seguia apostando no serviço. Porém, com o passar do tempo, as evidências sobre as enormes dificuldades do serviço engrenar junto ao público ficaram cada vez mais claras. Ainda mais com o fato que a concorrência vinda da Microsoft e da NVIDIA avançavam de forma muito consistente.

Dois meses depois da negativa de Mountain View, e temos a confirmação oficial do fim do Stadia. Antes disso, não foi visto qualquer movimento para tentar salvar a plataforma. Pelo contrário: a inércia do Google foi algo flagrante e, ao mesmo tempo, repetitivo. Afinal de contas, a empresa fez exatamente a mesma coisa antes de matar muitos outros dos seus serviços.

Agora, sabemos que o Google Stadia fecha as suas portas em 18 de janeiro de 2023, e muitos usuários neste momento estão se perguntando o que vai acontecer com vários aspectos desse serviço.

E a partir de agora, vamos oferecer algumas das respostas para as perguntas mais frequentes daqueles que estão começando a sentir o abandono com o fim do Stadia.

 

Quando o Google Stadia fecha as portas?

Se nada mudar (algo que parece ser pouco provável), o Google Stadia desliga os seus servidores em 18 de janeiro de 2023. Antes disso, várias medidas prévias serão tomadas pela gigante de Mountain View para evitar a possibilidade de eventuais problemas aparecerem e que podem obrigar a adiar essa data.

 

O que acontece com os jogos que você comprou no Stadia?

O Google optou pelo reembolso dos valores pagos, e não ofereceu a possibilidade de download dos jogos para a execução em outras plataformas. Isso poderia resultar em títulos que não seriam compatíveis com os equipamentos que alguns usuários possuem em casa.

 

O Google vai devolver os valores pagos pelos dispositivos Stadia?

Sim. O Google vai reembolsar por todas as compras de hardware e software realizados em função do Stadia, e não será necessário devolver o dispositivo para obter esse reembolso.

 

E as assinaturas do Stadia Pro?

Aqui, não há reembolso. Porém, todos os usuários que são assinantes dessa modalidade do serviço neste momento manterão o serviço sem ter que pagar valores adicionais até o último dia de funcionamento do Stadia, aproveitando os últimos meses de vida da plataforma de graça. E, antes que você me pergunte… não é possível realizar uma nova assinatura do serviço neste momento.

 

Dá para seguir jogando no Stadia até 18 de janeiro de 2023?

Sim, de um modo geral. Porém, existe um detalhe importante neste caso: todas as funções de compra, sejam de jogos, de hardware, de assinaturas e de compras em aplicativo foram desativadas. Ou seja, é só o jogo funcionando com os seus recursos mais básicos até o último dia de funcionamento do serviço.

 

Como vão acontecer os reembolsos?

O Google vai devolver os valores pagos diretamente para os meios de pagamento adotados pelos clientes. Porém, para os cenários onde a devolução do dinheiro não é possível, o usuário será contactado por e-mail com instruções para escolher uma nova forma de pagamento.

 

Quando os reembolsos vão acontecer?

O Google ainda está trabalhando no processo, mas a ideia é liberar pelo menos a maioria dos reembolsos antes do fim do Stadia, previsto para o dia 18 de janeiro de 2023.

 

E o que vai acontecer com as partidas salvas, avanços e outros?

Tudo isso vai se perder para sempre, algo que é surpreendente para uma empresa que, em partes, é conhecida por ser uma obcecada por dados como o Google. Essa é a empresa que tem totais condições de oferecer aos usuários do Stadia uma maneira eficiente para realizar o download de partidas salvas e outras informações. Assim, quem vai recomprar os jogos para outras plataformas poderia retomar os jogos a partir do último avanço.

 

Conclusão

Sei que nem tudo neste processo de encerramento das atividades do Google Stadia vai agradar a todos. Na verdade, a grande maioria está descontente com o fato de uma das empresas mais poderosas do mundo da tecnologia deixar morrer mais um serviço que muitos consideravam como algo promissor.

Por outro lado, não chega a ser uma grande surpresa o anúncio do fim do Stadia. Considerando o histórico do próprio Google e os últimos acontecimentos envolvendo o serviço de games via streaming, era fácil imaginar que a plataforma estava a caminho do desaparecimento.

Poucos usuários brasileiros poderão dizer que vão sentir saudades do Stadia, pois poucos gamers brasileiros receberam a chance de chegar perto do serviço. Por outro lado, ao menos temos outras iniciativas que estão mais próximas do mercado nacional e do grande público gamer.

Até o presente momento, os jogos na nuvem pelas mãos da Microsoft estão convencendo bem nos primeiros resultados apresentados. E, no final das contas, será difícil encontrar alguém aqui no Brasil que realmente vai sentir falta do Google Stadia.


Compartilhe