TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Google Pixel 7, e seus primeiros problemas | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Smartphones | Google Pixel 7, e seus primeiros problemas

Google Pixel 7, e seus primeiros problemas

Compartilhe

O Google Pixel 7 não chegou ao Brasil (ou pelo menos eu não conheço alguém que tem esse smartphone), e os primeiros usuários lá fora já cumpriram com a nobre missão em serem “early adopters”, compartilhando os primeiros problemas que o telefone apresentou.

Na verdade, são vários problemas que estão acontecendo ao mesmo tempo, onde a maioria das falhas estão relacionadas com a qualidade do sensor de digitais e as notificações que não aparecem na tela de bloqueio.

Como essas falhas de funcionamento estão lastreando a experiência de uso e, ao mesmo tempo, eu desejo que você não jogue dinheiro fora, vou detalhar neste artigo quais são os motivos das recentes dores de cabeça que os primeiros usuários do Google Pixel 7 estão sentindo neste momento.

 

É impossível ver as notificações

Esse é o principal problema para os usuários do Google Pixel 7 nos primeiros dias de uso do dispositivo: a impossibilidade de visualizar as notificações recebidas no smartphone, o que pode ser um enorme chute no saco (metafórico, é claro) para quem não pode perder algo importante que recebe ao longo do dia.

Ao que parece, a origem do problema está no sistema de reconhecimento facial para desbloqueio do dispositivo. Ele é mais eficiente no Google Pixel 7 e 7 Pro, mas alguém em Mountain View esqueceu de otimizá-lo a ponto de conversar direito com o sistema operacional, e quem pagou o pato foi a área de notificações do Android (puro) do telefone.

A única forma de resolver o problema (por enquanto) é desativando o sistema de desbloqueio facial do dispositivo e ativar a proteção biométrica pela leitura de digitais. Ou usar o padrão de desenho ou a senha, algo que os mais antigos e rudimentares usuários do Android o fazem até hoje.

O grande problema aqui é que aquelas pessoas que não contam com digitais identificáveis por leitores biométricos (eu conheço algumas pessoas com esse problema) ou deficientes visuais que, obviamente, não podem ver o que está na tela para digitar senhas ou desenhar padrões de desbloqueio ficam com a vida um pouco mais complicada por causa de uma deficiência do software do Google Pixel 7.

O recurso de reconhecimento facial existe também para deixar a vida dessas pessoas com alguma limitação um pouco mais prática. Agora, elas precisam escolher entre receber as notificações de forma adequada no telefone ou ficar com o dispositivo desprotegido, correndo o risco de terem um Xbox Series X faturado no cartão de crédito logo depois de ter o smartphone roubado.

 

O leitor de digitais não funciona direito

Parece que o Google quis entregar o combo da desgraça aqui.

Além do problema das notificações do Google Pixel 7 que só pode ser resolvido se você desativar o sistema de reconhecimento facial, o leitor de digitais – que é uma das alternativas para proteger o dispositivo neste caso = também não é confiável, de acordo com os usuários do Google Pixel 7.

Este é um problema que já existia no Google Pixel 6, e o pessoal de Mountain View até que resolveu com relativa rapidez. Vamos ver se dessa vez não demora tanto assim. Ainda mais com o problema relatado no primeiro segmento. Olhando para o cenário geral, os usuários desse telefone não contam com nenhuma proteção eficiente, o que pode ser um desastre a médio prazo.

Aqui, os usuários relatam que a solução pode passar por remover a película protetora de tela do dispositivo. Quem fez isso detectou um comportamento muito melhor do leitor de digitais. Tudo bem, o efeito colateral dessa decisão pode ser uma tela muito mais suscetível a quebrar em caso de quedas ou pancadas e, neste caso, a emenda pode ser muito pior que o soneto. Mas só estou aqui compartilhando a solução que outras pessoas encontraram, e você é quem sabe melhor o que fazer da sua vida ou dos seus gadgets.

Quem sou eu para te dar conselhos, não é mesmo?

De qualquer forma, se você não está com essa pressa toda para resolver o problema do leitor de digitais do Google Pixel 7, saiba que o Google já está ciente do problema e está trabalhando em uma solução.

 

A tela do Pixel 7 Pro consome muita bateria

Neste caso, ninguém sabe direito o que está acontecendo.

A tela do Google Pixel 7 Pro é do tipo OLED, ou seja, ela não deveria gastar tanto assim. Porém, quando comparado com outros dispositivos com display similares, o consumo é muito maior, e sem motivo aparente.

Há quem diga que, neste caso, a culpa é do potente hardware do dispositivo. Já outros defendem que o problema será resolvido em breve com uma atualização de software. Na prática, ninguém sabe nada, e todos estão falando aleatoriedades que, neste exato momento, não entregam qualquer tipo de solução.

A recomendação de momento para amenizar o problema é reduzir o brilho da tela do smartphone ao máximo possível e evitar o uso do modo de tela sempre ativa ou Always-On Display. Caso contrário, se prepare para gastar dinheiro em uma powerbank ou não saia de casa para locais onde uma tomada não é algo acessível.

 

O Google vai solucionar tudo isso (assim espero)

Ver um dispositivo de tecnologia chegar ao mercado com alguns problemas de funcionamento é algo relativamente normal. O que não é tão legal assim é ver o usuário pagar caro por esse gadget para receber tantos problemas. De qualquer forma, é esse o preço que os “early adopters” normalmente pagam por serem os primeiros a usar um smartphone desejado por muitos.

Eu espero que o Google trabalhe rápido o suficiente para resolver esses problemas no Google Pixel 7 e no Google Pixel 7 Pro. Seria um verdadeiro desastre ver as reputações desses dois telefones arranhadas por causa de falhas de software que demoraram tempo demais para serem corrigidas.

E isso, porque estou acreditando que todos os problemas relatados neste artigo são mesmo falhas de software. Para o bem do Google e, principalmente, daqueles que se aventuraram a comprar os novos smartphones, vamos torcer (e muito) para que todos os problemas relatados aqui sejam mesmo falhas de software.

Porque… se os problemas forem no hardware… é digno de dizer que o Google foi bem EVIL com essa galera…


Compartilhe