Compartilhe

O Google Pixel 4 nem chegou ao mercado (pelo menos não nesse momento, nem de forma ampla e irrestrita). Mas alguns analistas, jornalistas e influenciadores digitais já estão testando o novo smartphone. E esse grupo iniciou um importante debate sobre um sério problema de segurança detectado no dispositivo, que está diretamente relacionado com o seu sistema de desbloqueio facial.

Detalhe: o mesmo sistema de reconhecimento facial que passou pela questionável tática de utilizar moradores de rua e enganar pessoas para o seu treinamento.

 

 

Pode desbloquear até enquanto você está dormindo

 

 

Alguns dos profissionais que já contam com o Google Pixel 4 em mãos para testes denunciaram nas redes sociais que, apesar do sistema de detecção facial implementado pelo Google no dispositivo ter avançado de forma substancial (que, além da análise do rosto por pontos, utilizam um radar para reconhecimento), esse mesmo sistema pode permitir o desbloqueio inclusive quando o usuário está com os olhos fechados.

Ou seja, o marido ou esposa que está desconfiando do seu cônjuge pode simplesmente desbloquear o dispositivo alheio enquanto ele está dormindo, podendo assim ter acesso a qualquer tipo de dado armazenado no mesmo.

 

 

Isso estaria acontecendo pelo fato do Pixel 4 não contar com um sistema que exija do usuário o mínimo de atenção no smartphone para que a identificação aconteça. E essa é uma enorme brecha de segurança que precisa ser corrigida.

Em alguns vazamentos, é possível ler comentários com dispositivos que permitem tal brecha com essa possibilidade, mas tudo indica que o recurso simplesmente não estaria disponível para as versões finais do telefone.

Em declaração para a BBC, o Google esclarece que o sistema não pode ser burlado com o uso de máscaras ou fotos, mas não faz qualquer tipo de referência a algo que pode muito bem ser encarado como uma evidente falha de design, que esperamos que seja corrigida antes do produto chegar ao mercado.

De qualquer forma, toda prudência é mais que bem vinda. Mesmo que não seja no Pixel 4, é sempre bom manter pelo menos mais de um sistema de bloqueio ativo no seu smarpthone. Se a identificação facial falhar, proteja os seus apps mais sensíveis com a identificação biométrica pela digital.


Compartilhe