São os smartphones mais vazados da história. Sobrou alguma novidade?

A Google confirmou tudo o que a gente já sabia com o lançamento oficial dos novos Pixel 3 e Pixel 3 XL. São dois smartphones que contam com o Snapdragon 845 de toda a vida design discreto, com um deles deixando de lado o notch.

A aposta em uma câmera traseira está mantida, e a Google aposta nas vitórias do passado na batalha da fotografia para repetir a fórmula no presente. Porém, no hardware em geral, não temos grandes novidades em relação à concorrência. Pelo contrário: são modelos até mais modestos em alguns aspectos.

 

 

A única diferença real entre o Pixel 3 e o Pixel 3 XL está no tamanho: 5.5 polegadas para o primeiro, 6.3 polegadas para o segundo, que conta com um notch bem evidente. Além disso, a bateria do Pixel 3 XL é maior (3.430 mAh, vs 2.195 do Pixel 3).

Do mais, as configurações coincidem em quase tudo: processador Snapdragon 845, 4 GB ou 6 GB de RAM, 64 GB ou 128 GB de armazenamento, bateria com suporte de recarga sem fio (até 10W), com a Google apresentando o seu próprio carregador, o Pixel Stand, entre outros detalhes.

 

 

Design

 

 

A Google não quis arriscar, e se limitou a reduzir as bordas de tela para ganhar porcentagem na parte frontal. No caso do Google Pixel 3 XL, essa redução de bordas resultou em um notch na tela.

O design da parte traseira volta a utilizar uma única cor, com duas leves tonalidades na parte superior, onde se encontra a câmera.

 

 

Uma câmera é o suficiente (para a Google)

 

 

Chega a ser surpresa ver um único sensor fotográfico de 12 MP (f/1.8) na parte traseira desses smartphones. Toda a indústria deu o salto para os sensores duais, e a Google quer provar de novo que basta um sensor fotográfico para oferecer uma capacidade fotográfica excepcional.

Será interessante ver como os novos Pixel 3 e Pixel 3 XL se aproveitam da fotografia computacional como um diferencial para o registro de imagens.

 

 

Na parte frontal, temos dois sensores de 8.2 MP + 8.2 MP (f/2.2), onde um deles oferece uma grande angular para selfies em grupo, com 184% a mais de ângulo do que a câmera frontal do iPhone XS.

Um dos novos recursos interessantes para as câmeras é o Top Shot, que captura uma série de fotos para o sistema selecionar a melhor. Também há melhorias na captura de fotos noturnas com a Night Shift, que usa a inteligência artificial para iluminar as fotos registradas em baixa luminosidade, dispensado o uso do flash em praticamente todas as situações.

Tais recursos trabalham com o modo HDR+ potenciado pelo Pixel Visual Core, co-processador dos novos smartphones Pixel que permite computar essa informação para combiná-la e obter mais detalhes e imagens mais brilhantes.

Outros recursos como Playground, que adiciona personagens animados para criar fotos e vídeos mais divertidas, também estreiam com os novos smartphones Pixel.

 

Os novos telefones da Google chegam ao mercado norte-americano em 18 de outubro, com os seguintes preços:

Pixel 3 64 GB: US$ 799
Pixel 3 128 GB: US$ 899
Pixel 3 XL 64 GB: US$ 899
Pixel 3 XL 128 GB: US$ 999