As gigantes de tecnologia não aprendem!

Por causa de coisas como essa que o tema da privacidade está tão em evidência, mas pelos motivos errados. O Google “se esqueceu” de informar aos usuários do sistema Nest Secure que instalou um microfone no interior do dispositivo.

O Nest Secure é um dispositivo de segurança que foi lançado em setembro de 2017, e é um hub para os demais sensores, câmeras e outros dispositivos de segurança para o lar. Conta com um teclado numérico na parte superior, um alto-falante e agora um microfone, algo que não é mencionado nas especificações técnicas do produto.

 

 

“Nunca teve a intenção de que fosse um segredo”

O Google é proprietário do Nets, e confirmou no começo do mês de fevereiro que o Nest Secure contava com suporte ao Google Assistente. Porém, para ele funcionar, é preciso que o dispositivo tenha um microfone. E ele tinha, mas o Google não contou para ninguém.

É óbvio que as críticas chegaram de todos os lados, o que fez o Google vir a público se defender, mas na maior cara de pau:

“O microfone no dispositivo nunca foi pensado para que fosse um segredo, e deveria ter sido incluído nas especificações técnicas. Isso foi um erro da nossa parte. O microfone nunca esteve ligado, e só se ativa quando os usuários habilitam especificamente a opção.”

OK. Anham. Sei.

 

 

O Google também mencionou que o microfone estava lá, quieto e cuidando de sua vida, com o objetivo de ajudar com futuras funções que chegariam através de atualizações, como é o caso do Google Assistente, assim como em uma futura função de segurança onde o microfone vai detectar vidros quebrados de alguma janela.

Apenas para “tranquilizar a todos” (sic), o Google também confirmou que os usuários do Nest Secure não foram espionados durante todo o período, e que não há motivos para preocupação.

Nossa…. agora eu estou tranquilo de verdade… #ironia

Mesmo que tudo isso faça sentido (e algumas coisas aqui não fazem muito sentido), a realidade é que, diante dos problemas de coleta de dados em que o Google está envolvido nesse momento, ou até mesmo as falhas de segurança do Nest, é bem fácil extrair conjecturas, despertar desconfianças e criar teorias da conspiração.

 

Via Business Insider, Gizmodo