google chrome

Se no passado a internet era “feita” para o Internet Explorer, hoje o mesmo acontece com o Google Chrome.

No passado, o Internet Explorer dominava o universo dos navegadores web, com mais de 90% do mercado (pelo fato de vir com o Windows como navegador padrão e mais à mão dos usuários).

O problema é que o IE tinha seus próprios padrões, o que sempre exigiu que se desenvolvesse sites que funcionassem especificamente com ele. Esses mesmos sites acabavam aparecendo distorcidos em outros navegadores.

O problema aumentava quando um site contava com funcionalidades mais avançadas, como sites interativos e lojas online.

Porém, com o passar dos anos, o Chrome destronou o IE, e ofereceu uma web mais padronizada. Porém, infelizmente, estamos em um ponto em que a Google começa a abusar do seu domínio, com sites que apenas funcionam no Chrome.

Sites como Google Allo ou Google Earth simplesmente não funcionam em outros navegadores. No lugar de abrir suas páginas, eles convidam a instalar o Google Chrome para utilizá-los.

O pior é ver sites de grandes empresas funcionando corretamente no Chrome, mas de forma irregular no Microsoft Edge ou Firefox, lembrando os tempos que o IE dominava o mercado.

Esperamos que a Google reafirme o seu compromisso em disponibilizar os seus serviços para todos os navegadores modernos que seguem os padrões atuais.

Caso contrário…