Um estudo da Pearson Education confirma o que muita gente já sabia: os mais jovens preferem o YouTube do que os livros de escola.

Muita gente duvidou do futuro do YouTube, menos a Geração Z, que sempre conviveu com a plataforma, e já substituiu a TV tradicional – e os livros de escola, pelo visto – pelo streaming de vídeo.

O estudo mostra que, em comparação com a Geração Y/Millenials, os jovens da Geração Z optam em apreender pelo YouTube em 59% dos casos, contra 55% da Geração Y. A preferência pelos livros de escola caiu, de 60% na Geração Y para 47% na Geração Z.

As instituições educacionais poderiam tirar partido disso, ainda mais sabendo da maior capacidade de retenção dos vídeos. Demonstrações e experiências ficam muito mais atraentes em vídeos do que nos livros.

Para muitos, seria uma forma de despertar a nostalgia. Eu mesmo sou do tempo do Telecurso na Rede Globo (os mais novos não sabem do que eu estou falando).

Por outro lado, os jovens podem simplesmente se perder nos vídeos relacionados, de modo que é importante também ensinar aos alunos a importância do auto-controle.

 

+info