A oitava e última temporada de Game of Thrones está prestes a estrear, e tem muita gente vendo (ou revendo) a série por torrents. Aliás, ela é campeã de downloads na web, batendo recordes atrás de recordes nessa categoria. E essa popularidade é um prato cheio para os cibercriminosos, que usam a produção da HBO como forma de distribuir malwares.

Um novo relatório da Kaspersky alerta que Game of Thrones foi a série mais utilizada para distribuir malwares ao longo de 2018 (e isso aconteceu mesmo em um ano que sequer teve um episódio inédito da série), seguida por The Walking Dead, Arrow e Suits. Da lista com as 31 séries mais populares, Game of Thrones representa 17% de todo o conteúdo infectado no ano passado.

 

 

Todo cuidado é pouco. Malware is coming…

 

 

A série da HBO foi a que mais resultou em usuários infectados por malwares, com 20.934 vítimas e 129.819 tentativas de infecção. O número total de arquivos infectados com o tema de Game of Thrones é de 9.986.

A Kaspersky ainda descobriu que, dentro de uma temporada de série, o season premiere (estreia da temporada) e o season finale (final de temporada) são os episódios com maior possibilidade de infecção. Os nomes dos episódios de abertura e encerramento de cada temporada podem ser utilizados para ocultar malwares de forma mais corriqueira do que nos demais episódios.

 

 

Para evitar uma infecção por vírus ou malware, é altamente recomendável utilizar as plataformas oficiais de reprodução de Game of Thrones na internet, ou seja, a HBO (ou HBO Go). E se você só tem como alternativa o torrent, a Kaspersky recomenda sempre a utilização de uma página com fonte confiável.

Também é recomendado observar o domínio do endereço da página, e na hora de abrir o arquivo, verificar se ele é mesmo um arquivo de vídeo, e não um executável disfarçado. E, obviamente, não se esqueça de instalar um bom antivírus em seu equipamento, com uma base de dados devidamente atualizada.

 

Via Kaspersky