Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Análises e Reviews | Galaxy S23 Ultra passa pelo teste de tortura

Galaxy S23 Ultra passa pelo teste de tortura

Compartilhe

Todo mundo quer ter um smartphone resistente. Principalmente quando pagamos o valor de um rim no mercado negro para ter um telefone de última geração.

Com o Samsung Galaxy S23 Ultra, isso não é diferente. Ele é um smartphone top de linha de toda regra, e pelo menos no momento em que ele chegou ao mercado, ele estava custando algum órgão interno precioso para qualquer pessoa.

Logo, medir a resistência do Galaxy S23 Ultra não só é algo oportuno como necessário, pois ninguém quer jogar dinheiro fora ao investir em um dispositivo que pode se despedaçar na primeira queda.

É um telefone premium, e não um brinquedo com peças LEGO.

 

Galaxy S23 Ultra encara o teste de tortura

Normalmente deixamos essa tarefa para os profissionais especializados na tortura dos smartphones. Podemos dizer que eles existem para fazer o trabalho sujo que nós não temos a coragem de realizar, pois ninguém é doido o suficiente para investir tanto dinheiro em um telefone apenas para realizar testes com níveis de crueldade inimagináveis.

Neste caso, temos como protagonista ninguém menos que o Samsung Galaxy S23 Ultra, um dos candidatos claros a melhor smartphone de 2023. Ou pelo menos tem tudo para ser um dos telefones mais cobiçados do planeta neste primeiro semestre do ano.

Quem realizou a missão de torturar o Galaxy S23 Ultra é ninguém menos que o JerryRigEverything, um dos profissionais mais respeitados neste aspecto. E ele é tão respeitado, que chega a receber unidades de telefones diretamente dos fabricantes para que os dispositivos passem pelos exigentes testes de resistência.

Esse tipo de teste pode ser algo positivo para as marcas, pois é uma forma de aumentar a credibilidade no produto. E muitos usuários estão mesmo preocupados com a resistência desses dispositivos, pois eles custam muito caro e ninguém gosta de desperdiçar dinheiro em tempos de crise.

Assim como acontece com os demais irmãos de sua série, o Samsung Galaxy S23 Ultra é um dos primeiros smartphones a chegar ao mercado que utilizam a proteção Gorilla Glass Victus 2, a mais recente composição de cristal produzida pela Corning. A promessa aqui é ter um vidro que consegue sobreviver a quedas de até 1 metro de altura em uma superfície rígida.

Mas resistência a quedas não necessariamente significa resistência aos riscos, e a tela do Galaxy S23 Ultra começou a arranhar no mesmo nível 6 de Mohls do seu equivalente da geração anterior. Quando os arranhões alcançam o nível 7, as marcas no cristal ficam mais profundas.

As laterais do Samsung Galaxy S23 Ultra são de alumínio blindado, mas os botões presentes nessas laterais se desprendem do corpo do telefone com facilidade. Basta utilizar uma ferramenta afiada para extrair esses elementos.

Já a S Pen que acompanha o telefone pode quebrar com certa facilidade, mas a tela segue funcionando sem problemas se for atingida por uma chama mais leve por até um minuto. O smartphone resistiu ao teste de maleabilidade de forma plena, sem entortar ou quebrar em nenhum momento, mesmo com toda a força exercida sobre o seu corpo.

 

O Samsung Galaxy S23 Ultra é resistente?

Pelo menos para quem olha de longe os testes realizados pelo JerryRigEverything, a impressão que fica é que o Galaxy S23 Ultra é sim um smartphone sólido e resistente.

Ele poderia aguentar ainda mais se estivesse utilizando um case e uma proteção de tela, mas o objetivo dos testes é justamente verificar a sua resistência nativa sem esses elementos inseridos no dispositivo.

As imagens dos testes não são recomendadas para as pessoas mais sensíveis com o processo de destruição de caros dispositivos eletrônicos, ou para aqueles usuários que não contam com condições financeiras para adquirir um produto tão caro e se revoltam com esse tipo de teste.

Por outro lado, essa é uma forma muito interessante de comprovar o ótimo trabalho que a Samsung fez no Galaxy S23 Ultra, reforçando todo o compromisso que a empresa tem com os aspectos de resistência dos seus produtos.

A Samsung entrega telefones que são sim muito resistentes em todas as categorias. Porém, nenhum smartphone do mundo consegue ser indestrutível, principalmente quando o usuário em questão é um psicopata fanático pelo fogo e arranhões profundos na tela.

Pessoas com esse perfil não precisam de um smartphone. Precisam é de um psiquiatra.


Compartilhe