TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Final Fight, o melhor jogo beat’em up de todos os tempos | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Games | Final Fight, o melhor jogo beat’em up de todos os tempos

Final Fight, o melhor jogo beat’em up de todos os tempos

Compartilhe

Não faz muito tempo que eu publiquei aqui no blog um post sobre Streets of Rage 2, um dos melhores jogos no estilo beat’em up de todos os tempos, e um dos melhores games da história (na minha modesta opinião, que é a que realmente importa).

Agora, vou ter que escrever um pouco sobre Final Fight (1), o original, pois este é O MELHOR beat’em up da história (também na minha opinião, que agora não é nada modesta, pois é a voz da realidade, não importa o que você pensa sobre o tema).

 

 

 

Um jogo que é referência no seu gênero

 

Não é um exagero considerar este jogo lendário da Capcom como o melhor jogo no estilo “vai avançando na tela e batendo em todo mundo que aparece na sua frente”. Este jogo ditou as regras para esse padrão de game, e é uma referência imediata para todos os jogos que vieram depois desse.

O clássico primeiro foi lançado para os fliperamas, e contava com uma fase a mais do que a versão lançada para Super Nintendo anos depois. E essa versão dos fliperamas (ou arcades, como queiram) era uma verdadeira destruidora de joysticks e devoradora de fichas e créditos. Era simplesmente impossível jogar apenas uma ficha nesse jogo, e pelo menos uma vez por mês alguém destruía os controles do arcade, por conta do esforço físico ou frustração extrema por não conseguir derrotar alguns chefes.

Aliás, Final Fight foi um dos primeiros jogos a contar com um roteiro detalhado e mais dinâmico, mantendo a essência de aventura por fases, mas integrando personagens com personalidades e estilos de luta diferentes.

A missão de Mike Haggar era enfrentar a delinquência generalizada em Metro City, já que a máfia da cidade sequestrou sua filha, Jessica Haggar. Para enfrentar esse desafio, Mike contou com a ajuda de Cody Travers, namorado de Jessica, e Guy, melhor amigo de Cody.

Caro jovem milennial que ainda não jogou Final Fight ao longo de sua vida, eu sinto em dizer, mas você não sabe o que está perdendo. Faça isso o quanto antes (eu não preciso dizer como você pode encontrar o jogo por aí: dê um Google bem gostoso, e você vai encontrar formas diversas para rodar todas as versões do jogo).

E vê se faz direito a sua lição de casa, e joga o game original: Final Fight (1). Nada de jogar as continuações do game, que deixa de lado um pouco da alma do jogo original para colocar modernismos detestáveis. Este clássico da Capcom precisa ser jogado e reverenciado pelas gerações futuras.

Pois Final Fight é vida. Final Fight é amor. Apesar de ser um baita jogo de porradaria.

 


Compartilhe