Acabou a batalha de patentes entre Apple e Samsung (finalmente).

Um júri da Califórnia determinou que a Samsung deve pagar para a Apple US$ 539 milhões por copiar o design do iPhone.

A decisão põe fim a um processo iniciado em 2011 pela Apple, que processou a Samsung por violação de patentes e marcas comerciais ao produzir produtos parecidos com o iPhone nos primeiros smartphones e tablets Galaxy.

A sentença original impôs à Samsung o pagamento por plágio de US$ 1.050 milhões. A Samsung pagou à Apple US$ 548 milhões, e recorreu sobre o restante da sentença à Suprema Corte dos EUA, que estimou parcialmente o valor, mas enviou o processo para tribunais inferiores, que por sua vez sentenciaram os coreanos com o pagamento adicional de outros US$ 539 milhões.

A Apple insiste que o caso vai além do dinheiro, mas sim no valor do design e da inovação. Já a Samsung estuda um novo recurso para obter um resultado que não impeça a criatividade e a competição justa para todas as empresas e consumidores.

Cada um defende o seu lado, mas chegou a hora de encerrar essa disputa. Os argumentos para motivar o plágio que iam de ‘cantos arredondados’ até ‘posição dos ícones de apps’ na tela principal, além da ‘borda de tela’ ou ‘gestos touch para zoom’ são aspectos bem superados, mostrando uma inconsistência da concessão de algumas patentes que, se barradas, não inovam e impedem a inovação.

A Apple ganha muito dinheiro em I+D (e em outras áreas), e merece proteger as suas marcas e patentes. Porém, isso não quer dizer que os outros não possam fazer o mesmo.

 

Via TechCrunch