Compartilhe

É uma nova realidade. A pandemia atual está promovendo mudanças em todos os setores da sociedade e nos mais diferentes segmentos comerciais e do entretenimento, e o cinema foi um dos principais afetados. Salas fechadas, estreias adiadas e produções paralisadas. E, obviamente, Hollywood teve que repensar algumas coisas, mesmo que temporariamente.

A Academia de Hollywood teve que reagir rápido para garantir o Oscar 2021 e, para isso, anunciou mudanças nas regras. A mais chamativa dessas mudanças é a elegibilidade dos filmes que vão estrear de forma direta em uma plataforma de streaming. A nova regra é temporária, e o principal motivo para isso é o óbvio: as salas de cinema de Los Angeles estão fechadas por causa da pandemia.

Um dos requisitos para os filmes serem elegíveis ao Oscar é a permanência em cartaz nos cinemas de Los Angeles por pelo menos uma semana, e isso caiu com a nova regra. Porém, outras restrições estão mantidas.

Para que todos os filmes que estrearem na Netflix ou na Amazon não se tornem elegíveis ao Oscar de forma automática, a Academia determina que o filme em questão deveria ter estreia prevista nos cinemas e a mesma não aconteceu por causa da pandemia global. E uma vez que os cinemas reabrirem, essa possibilidade automaticamente desaparece. Também foi flexibilizado os números de cidades nos Estados Unidos onde os filmes podem estrear, e não apenas restringindo a condição de estreia à Los Angeles. Cidades como Nova York, San Francisco, Chicago, Miami ou Atlanta também passam a fazer parte do circuito de estreias.

 

 

David Rubin (presidente da Academia de Hollywood) é enfático ao deixar claro que as novas regras são temporárias, e na defesa da experiência do cinema para o consumo de filmes:

 

“A Academia acredita firmemente que não há melhor maneira de experimentar a magia dos filmes do que vê-los em um cinema. Nosso compromisso com isso é inalterado e inabalável.”

 

Não dá para saber quando os cinemas vão reabrir nos Estados Unidos (e no Brasil0, e também quais são os detalhes específicos para a exibição dos filmes nas salas. É preciso levar em consideração que a Netflix lançou os filmes que a empresa de streaming considerou como elegíveis ao Oscar como Roma e O Irlandês nas salas de cinema para cumprir com a regra da Academia, mas como a empresa vai poder demonstrar isso com algum filme estreado em 2020?

 

 

 

Outras mudanças no Oscar 2021

 

 

Além disso, a Academia de Hollywood apresentou mudanças em outras categorias para o Oscar 2021. Algo que já era planejado a algum tempo era a união das duas categorias de som em uma só, e isso aconteceu. E justo um ano depois de 1917 e Ford vs Ferrari dividir esses prêmios.

Também aumentou a porcentagem de música original que um filme precisa ter em sua trilha sonora para ser indicado ao Oscar, e o sistema de votação para a categoria Melhor Filme Internacional (antes Melhor Filme Estrangeiro) foi alterada, e pela primeira vez na história, todos os membros da Academia poderão votar nessa categoria.

Mudanças menores diante da grande mudança: o primeiro Oscar da história onde o streaming terá relevância reconhecida como via de consumo de filmes. E precisou de uma pandemia global para que a Academia de Hollywood compreendesse algo que, para muitos, já era considerado óbvio: o mundo do entretenimento mudou para sempre.

 

 

Via Oscars, Vulture


Compartilhe