O Facebook retirou do ar 196 páginas de 87 perfis brasileiros que espalhavam notícias falsas na rede social. parte das contas era controladas pelo Movimento Brasil Livre (MBL), que acusa a empresa de Mark Zuckerberg de censura.

As páginas removidas eram gerenciadas por contas falsas, ocultando a natureza e origem do conteúdo compartilhado, gerando a divisão ao espalhar a desinformação (segundo comunicado do Facebook).

A rede contava com mais de 500 mil seguidores, e entre as páginas removidas estão nomes como Jornalivre e O Diário Nacional, que compartilhavam mensagens do MBL como se fossem veículos de mídia independentes.

Já o MBL acusa o Facebook de arbitrariedade na remoção das contas, que vai recuperar as páginas e acusa a rede social de perseguir, coibir, manipular dados e caluniar grupos, instituições e líderes de direita ao redor do mundo.

O Facebook alega que as páginas e perfis removidos violam as políticas de autenticidade da rede social, que anunciou recentemente medidas para combater as fake news no período de eleições presidenciais no Brasil, como a divulgação de posts patrocinados e a remoção de contas mal intencionadas.

Em resumo: ou você se ajusta às regras, ou vai chorar na cama que é lugar quente. Uma coisa chamada “termos de uso”, que vale a partir do momento que a conta é criada, sempre vai prevalecer a qualquer interesse individual ou coletivo do internauta.

Precisamos começar a refletir com mais ênfase sobre tais termos.

 

Via Facebook, Reuters