TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Facebook e Instagram vão sair da Europa? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Facebook e Instagram vão sair da Europa?

Facebook e Instagram vão sair da Europa?

Compartilhe

Você até pode ameaçar. Mas não deve, pois isso é crime em alguns países. E se você não cumprir a ameaça feita, vai acabar pagando de covarde para a comunidade.

Dito isso, a Meta está ameaçando a União Europeia em retirar o Facebook e o Instagram do continente se não conseguir chegar a um acordo com as autoridades de Bruxelas (Bélgica) para compartilhar as informações dos cidadãos europeus com os seus sistemas nos Estados Unidos.

O problema está na sentença Schrems II ou a anulação do Privacy Shield, que entrou em vigor em 2020. Ela limita a troca de dados entre a Europa e os Estados Unidos, por considerar que não existe um nível de proteção adequado aos dados dos europeus.

Mas… será que veremos uma Europa sem Facebook e Instagram no futuro?

Vamos descobrir.

 

 

 

Meta só está perdendo dinheiro com isso

O problema da Meta neste momento não é exatamente tecnológico, mas sim financeiro.

De acordo com o comunicado da Meta:

“Se uma nova estrutura de transferência transatlântica de dados não for adotada e não pudermos continuar a usar PPAs ou outros meios alternativos de transferência de dados da Europa para os Estados Unidos, talvez não possamos oferecer vários de nossos produtos e serviços mais importantes, como Facebook e Instagram, na Europa, o que afetaria adversamente nossos negócios, condição financeira e resultados operacionais.”

Mark Zuckerberg alega que, sem a troca de dados, não é possível oferecer na Europa os seus produtos e serviços mais importantes. Na prática, sem os dados desses usuários, a Meta pode ter os seus resultados financeiros sensivelmente afetados.

É importante lembrar que a Europa é um dos mercados mais importantes para a Meta, e os dados desses usuários valem ouro para a empresa, uma vez que essas informações são comercializadas para as empresas de publicidade, e todo mundo sabe disso.

A normativa da União Europeia também bloqueia de alguma forma os planos da Meta em usar os nossos dados de forma mais livre. Pelo contrário: por conta desse uso indiscriminado, a empresa do menino Zuck está tendo que pagar muitas milionárias nos últimos anos.

Só o WhatsApp foi multado em 225 milhões de euros por um suposto não cumprimento da Lei Geral de Proteção de dados, que entrou em vigor no Velho Continente em dezembro de 2018.

 

 

 

Fim do Facebook e do Instagram na Europa?

Sinceramente? Não.

Mark Zuckerberg está fazendo pressão porque é uma das alternativas que ele tem. Para uma empresa que nasceu bilionária e com robusto poder financeiro, a Meta pode sim bancar o Facebook e o Instagram na Europa. E mesmo que perca dinheiro no meio do caminho, não vai querer deixar de oferecer os serviços para os anunciantes no continente.

O que acontece aqui é que a legislação europeia está cada vez mais rígida em relação ao uso dos dados dos europeus. Mesmo com a compreensão que “não existe almoço grátis” e que o Facebook e o Instagram só são de graça porque os nossos dados são vendidos para os anunciantes, é também de entendimento comum que a Meta não pode fazer o que quiser com esses dados, utilizando essas informações de forma indiscriminada.

De qualquer forma, se você é europeu e está lendo este post porque ficou preocupado por não mais poder encontrar os parentes e amigos aqui no Brasil por conta de um eventual fim do Facebook no seu continente, pode ficar tranquilo. Eu nem acho que o menino Zuck vai sequer cobrar por ele aí na Europa.

Mas é melhor não dar ideia para ele. Vai que…


Compartilhe