Existe uma tecnologia anti-pirataria que acabe com as gravações de filmes nos cinemas? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Existe uma tecnologia anti-pirataria que acabe com as gravações de filmes nos cinemas? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Existe uma tecnologia anti-pirataria que acabe com as gravações de filmes nos cinemas?

Existe uma tecnologia anti-pirataria que acabe com as gravações de filmes nos cinemas?

Compartilhe

Vingadores: Ultimato vazou na internet horas antes da estreia global do filme nos cinemas, através de uma técnica chamada Camming. E a indústria do cinema tenta a todo custo combater essa ameaça que está cada vez mais presente. Mas… existe uma solução tecnológica contra a pirataria nos cinemas?

A Administração Nacional dos Direitos Autorais da China (NCAC) anunciou no começo de 2019 que aumentaria os esforços para bater de frente com a infração dos direitos de autor. Além da promessa de aprofundar as medidas contra as fontes de pirataria e de investigar de forma severa as plataformas online que distribuem os conteúdos, a gravação de filmes em cinemas também será atacada de forma séria.

As cópias ilegais ou screeners são grandes dores de cabeça para a indústria do entretenimento, e o problema se acentuou com a popularidade dos smartphones, apesar da péssima qualidade final da imagem.

Mesmo que Vingadores: Ultimato tenha quebrado todos os recordes de bilheteria na China (e em meio mundo), a indústria busca medidas tecnológicas além das habituais ‘medidas físicas’ para combater a pirataria, incluindo ações legais contra cúmplices dos proprietários dos cinemas.

 

 

É possível parar a gravação de filmes nos cinemas com a tecnologia?

A Ogilvy, filial chinesa da Focus Media Group, afirma ter desenvolvido uma técnica denominada Piracy Blocker, que pode resolver o problema nos próximos anos. Basicamente, se vale do ato de adicionar uma marca d’água invisível para o espectador, mas que é visível quando capturado por meios digitais habituais. Não é uma ideia nova, e se baseia na longitude da onda da luz infravermelha, onde o olho humano não pode perceber, mas as câmeras percebem.

Aproveitando esta capacidade, são instalados painéis especiais por trâs das telas dos cinemas, que são detectados pelos dispositivos de gravação digital.

A empresa não informou quando vai começar a instalar o Piracy Blocker na China, nem mesmo como o sistema pode derrotar os cammers que conectam filtros infravermelhos nos seus dispositivos. Pesquisadores na Índia estudaram os desafios desses filtros, mas o problema (para a indústria do cinema) segue sem solução.

Com certeza esse tipo de pirataria vai cair em desuso com o passar do tempo, e não por causa dos meios tecnológicos ou físicos, e nem mesmo pelo fechamento de sites. Mas sim por causa da sua péssima qualidade de imagem e som.

 

 

Via TorrentFreak


Compartilhe