Compartilhe

A segurança virtual é um quesito muito importante para todos que pretendem proteger os conteúdos que transitam pela internet; como dados pessoais, histórico de pesquisas, etc. E todos nós deveríamos nos preocupar com isso porque têm muita coisa particular em jogo quando acessamos determinados sites. Mas, a verdade é que pouca gente têm atenção a esse detalhe, o que gera problemas enormes de vazamento de informações pessoais, clonagem de dados bancários, etc. Por isso, é essencial o uso de alguma ferramenta que proteja você online. Uma dessas ferramentas, que é largamente utilizada por todo o mundo, é a VPN – uma rede privada virtual que oferece aos navegadores uma criptografia bastante avançada para proteger os dados partilhados, inclusive de ataques de hackers.

A VPN é um provedor utilizado para diferentes funções, o que a torna uma peça indispensável nesse mundo globalizado que vivemos atualmente. Para além da segurança online, já mencionada, as VPN’s servem também como chave para a liberação de conteúdos geograficamente protegidos e até para acelerar as conexões com servidores mundiais, entre outras funções. Esse tipo de conexão tem muito para oferecer e ainda é pouco difundida, principalmente no Brasil.

Para entender melhor o funcionamento da VPN precisamos saber que ela utiliza protocolos para efetuar uma comunicação entre redes e receptores e estes estão espalhados pelo mundo todo. Cada um dos protocolos foi criado para um fim e oferece uma funcionalidade exclusiva.

Esses protocolos tem o papel fundamental de manter as informações criptografadas, protegendo o acesso vindo do exterior do sistema. Ou seja, a VPN é o modo de acesso mais protegido até o momento. E, dentro da vasta gama de empresas que oferecem esse provedor temos a ExpressVPN como uma das redes com o índice mais confiável e maior credibilidade do mercado, o que faz juz ao pódio ocupado pela marca.

 

 

O que é e como funciona o protocolo L2TP VPN

 

Entre os vários protocolos existentes, um deles tem bastante destaque: o L2TP VPN. Esse protocolo atua com encapsulamento e é indicado para as empresas que trabalham com o servidor privado. Ele é, basicamente, o programa utilizado pela maioria das empresas que possuem um sistema interno de rede utilizada por diferentes funcionários.

Com o uso do L2TP VPN as empresas podem ter um controle melhor dos IPs que integram a rede de acesso, e com esse monitoramento é possível garantir um nível de segurança mais elevado além de também poder controlar todos os usuários que estão trafegando na rede.

 

 

Características e vantagens do uso do L2TP

 

Esse encapsulador é uma composição do PPTP e L2F, onde as melhores características de ambos são unidas e reforçadas para um melhor desempenho; ele funciona com maestria tanto para os usuários, quanto para os servidores.

Além disso, o L2TP é bastante flexível pois oferece um controle manual para sistemas Windows, Mac, Linux, IOS e Android, e sua potência é redobrada pois ele atua com encapsulamento duplo e o mais alto nível criptográfico, ou seja, proteção vezes 1000. Ele é um provedor considerado estável em todos os aparelhos NAT e ainda vem acoplado como nativo na maior parte dos computadores, tablets e celulares.

A verdade é que esse é um protocolo bastante eficaz mas que você deve se certificar de que ele é realmente necessário. Caso não seja, existem ainda vários outros provedores VPN’s dentre os quais você poderá escolher.

A dica é que a escolha parta das suas necessidades para que você tenha um sistema personalizado para você e sua empresa e, assim, tenha a melhor assistência VPN.


Compartilhe