Jackie Stokes, fundadora da consultoria de segurança informática Spyglass Security, publicou tweets alertando que um engenheiro de segurança do Facebook estava utilizando o seu acesso privilegiado para assediar mulheres online.

Stokes também compartilhou parte da conversa entre o engenheiro e a vítima, onde o acusado afirma que todas as letras que ele, um assediador profissional, é pago para descobrir quem são os hackers na vida real, e que seria difícil de ser encontrado.

 

 

A informante alerta que a conversa não estava completa, e que só publicou uma parte. O Facebook demitiu o engenheiro, já que o ocorrido levanta novas preocupações sobre a segurança de seus usuários.

A informação foi confirmada pelo Facebook, que não quis dar maiores detalhes. Apenas mencionaram que estão “investigando o caso como uma questão de urgência”.

Mais uma notícia que chega em um momento péssimo para o Facebook, ainda mais quando a empresa anuncia o recurso de Dates, para concorrer com o Tinder e que, paradoxalmente, não utilizaria os dados do recurso nem mesmo para anúncios.

 

Via The Guardian