Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Em que se diferenciam as teclas Enter e Return no teclado do seu computador

Em que se diferenciam as teclas Enter e Return no teclado do seu computador

Compartilhe

Muitos usuários de teclados de tamanho completo para computador já se deram conta que, em muitos casos, existem teclas que realizam a mesma ação, mas contam com nomes diferentes. Tal e como acontece com as teclas Return e Enter.

Em alguns casos, essas teclas não são visíveis, principalmente quando utilizamos um notebook com tela de 14 polegadas ou menos. De qualquer forma, elas contam com a mesma finalidade, mas muitos não fazem a menor ideia do porquê utilizam nomes diferentes.

Neste post, vamos mostrar por que as teclas Return e Enter não fazem exatamente a mesma coisa, e se podemos seguir utilizando essas teclas normalmente no nosso dia a dia.

 

 

 

Tudo fica por conta do sistema operacional que você usa

Um teclado com as teclas Return e Enter tente a ser mais versátil do que aqueles que não contam com essa peculiar característica. E digo isso pelo simples fato desse teclado ser preparado para trabalhar com os sistemas operacionais Windows e macOS.

Na prática, os teclados fabricados pela Apple (ou para acessórios criados exclusivamente para os seus produtos) contam com uma tecla Return no teclado principal. E no macOS, essa tecla é correspondente ao Enter de qualquer teclado desenvolvido para o sistema operacional Windows, incluindo a tecla que fica junto ou ao lado do teclado numérico para os computadores com 15 polegadas ou mais.

Porém, diferente do que você pode pensar, elas não fazem exatamente a mesma coisa. Cada plataforma deu um nome específico para botões com funções similares, mas em alguns cenários essas teclas podem entregar comportamentos diferentes.

Um dos usos mais comuns para a tecla Enter do teclado principal é para gerar um novo salto de linha em um texto. Já o Enter do teclado numérico atua como um botão de aceitar ou executar comandos. Você pode não perceber isso no seu uso diário (principalmente se o seu teclado é mais compacto, ou se você usa um notebook de 14 polegadas ou menos todos os dias), mas essas funções diferenciadas estão ativas no teclado do computador.

E isso acontece por um motivo bem simples.

No Windows, pressionar as duas teclas resultam em um mesmo código, mas o sistema operacional interpreta o seu acionamento a partir de locais diferentes do teclado. Dessa forma, os desenvolvedores podem trabalhar nos seus códigos, fazendo com que diferentes ações sejam executadas, dependendo da tecla que é acionada.

No caso dos teclados para macOS, esses códigos são bem diferentes. Porém, um pequeno atalho permite que você utilize a tecla principal do mesmo jeito que seria o funcionamento da tecla presente no teclado numérico. Isso pode ser especialmente útil para aqueles que ainda estão em curva de adaptação, ou estão aprendendo a nova posição dos teclados nos computadores da Apple.

Ao pressionar a tecla Fn (o primeiro do lado esquerdo na última fila) junto com a tecla Return, o comportamento prático do macOS é o mesmo quando acionamos a tecla Enter.

Alguns teclados de diferentes fabricantes de periféricos permitem a execução desse tipo de atalho, mas isso acontece em casos muito raros, com periféricos voltados para fins mais específicos. Os produtos mais comerciais normalmente não contam com esse tipo de opção.

 

 

 

O que você aprendeu aqui?

Que os teclados não são a mesma coisa. Ou melhor, que as teclas Enter e Return não respondem ou se comportam da mesma forma.

É possível dizer que este post derrubou um mito da tecnologia que perdurou por um bom tempo, especialmente entre os mais leigos. Ter um diferencial que pode facilitar a vida dos desenvolvedores de software ajuda na decisão do usuário em escolher acionar a tecla correta quando precisar.


Compartilhe