Se você participou dos primeiros dias da Internet, você deve se lembrar que a competição entre os navegadores quase não existia. Noventa por cento do mundo inteiro usava o Internet Explorer, e uma porcentagem rebelde de 10% optava pelo Netscape, e era só isso.

Só que os tempos mudaram e só isso não basta, já que novos navegadores estão sendo produzidos como os velozes e os furiosos na mesma medida em que as empresas tentam capturar os interesses do público quando se trata de segurança, velocidade, adaptabilidade, e desempenho. Alguns deles são projetos de longo-termo sendo revitalizados, outros são projetos open-source que possuem literalmente milhares de contribuições.

Mas lembre-se que não importa qual navegador você escolher, nenhum navegador pode ter sucesso sem um programa antivírus para acompanhá-lo.

Na medida em que a Internet avança e deixa o seu rastro digital, aqui vamos destacar os navegadores mais seguros para proteger os seus dados seja na sua casa, no andar mais alto do Empire State Building, ou em uma praia tropical no Pacífico do Sul.

 

 

Mozilla Firefox: Ele não foi ressuscitado… para falar a verdade, até que foi. A Mozilla melhorou o poder de privacidade do navegador, aumentou a sua velocidade, e o fez ficar bem mais leve quanto aos recursos do sistema nesta atualização bem merecida. A sua segurança esmaga a dos outros navegadores, já que a Mozilla é uma organização sem fins lucrativos, isso quer dizer que ela não tem interesse em pegar os seus dados e vendê-los para partes externas em troca de uma fortuna. Em vez disso, o navegador pode melhorar o seu sistema com logins automáticos e bloqueadores de anúncios.

Google Chrome: O Google não é a primeira escolha dessa lista, mas ele bate de cara com o Firefox quando se trata de ser o melhor no mercado. Assim como o Firefox, ele agora possui logins automáticos graças ao WebAuthn, que leva embora as formas tradicionais e as substitui como parte de um processo de autenticação de dois fatores. O grande conjunto de aplicativos multi-plataforma do Google deixam bem mais fácil para que você não procure muito por uma forma de proteger o seu sistema contra vírus ou arquivos indesejáveis. Se a sua máquina não possuir muita memória RAM, o Chrome pode não ser a melhor escolha, mas ele ainda assim é um dos melhores navegadores com um nível de segurança excelente.

Opera: Uma escolha surpreendente para o terceiro lugar, levando em conta que ele ocupa apenas 1% do mercado de navegadores. Tendo a segurança como base, ele possui um adblock brilhantemente integrado que reduz muitas das porcarias que você encontra nas suas visitas diárias à Internet. É um sistema inteligente que é capaz de aprender com os seus erros e acabar com todos os pop-ups indesejáveis e reduzir drasticamente as chances de que a sua máquina seja infectada com um malware.

Microsoft Edge: Já que este é o navegador padrão do Windows 10, há várias pessoas utilizando o Edge, e por mais incrível que pareça, ele faz jus à sua posição. Ele abandonou os protocolos inseguros como o ActiveX e se inspirou bastante na base de conhecimento extensa da Microsoft para lhe avisar quando você estiver visitando os cantos mais inseguros da Internet.

Navegador Tor: Uma vez considerado o grande sonho da minoria que prezava pela segurança online, o Tor se tornou um dos batalhadores mais fortes na fronteira dos navegadores seguros. A sua rede de roteamento baseado em proxy mantém a sua navegação protegida e bloqueia o rastreamento de cookies para manter os anunciantes e o resto bem longe de você. É a opção mais segura que você possui para navegar online, mas a velocidade pode ser um grande desconforto.