Em 2037, metade dos bebês serão de casais que se conheceram na internet | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Em 2037, metade dos bebês serão de casais que se conheceram na internet | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Em 2037, metade dos bebês serão de casais que se conheceram na internet

Em 2037, metade dos bebês serão de casais que se conheceram na internet

Compartilhe

No futuro, a tecnologia pode se apoderar do ser humano e de sua conduta. E tal distopia não está muito longe de acontecer. Nesse momento, vivemos um filme de ficção científica sem perceber, e a internet acaba controlando nossas finanças, gostos, estudos e, inclusive, nossa vida amorosa.

Um estudo realizado pela Imperial College Business School revela que, em 2017, pelo menos metade dos nascimentos a nível global virão de pais que se conheceram online. Algo simplesmente assustador, ao mesmo tempo em que mostra uma clara mudança do comportamento humano em função da tecnologia e do uso que damos à ela.

 

 

Tinder será cada vez mais relevante para os relacionamentos

Temos cada vez mais pessoas que estão se encontrando na internet em função dos mesmos gostos, seja através das redes sociais ou por aplicativos de encontros como o Tinder. Há quem diga que só consegue encontrar um parceiro através de um aplicativo específico para isso, revelando que tem muita gente tímida por aí, ou que efetivamente estão com problemas para desenvolver interações sociais reais.

O relatório indica que desde o início do novo século, pelo menos 35% dos bebês que nasceram desde então vieram de pais que se conheceram na internet (pelo menos lá em casa os números não fogem muito disso: um dos meus cinco sobrinhos é filho de pais que se conheceram no nostálgico Almas Gêmeas do Terra – antes ZAZ). Essas crianças vieram ao mundo depois que esses pais engataram um relacionamento que começou online, com a criança nascendo aproximadamente um ano depois de se conhecerem.

E é claro que essa tendência vai crescer no futuro, pois é um comportamento tangível nas novas gerações. Por isso, para 2037, ter metade de nascimentos resultantes de pessoas que se conheceram na internet é algo muito realista, factível e previsível.

O benefício em utilizar aplicativos para buscar parceiros não são muitos, uma vez que a primeira aproximação é muito mais simples e baseada nos aspectos estéticos e superficiais. Sem falar que tais relacionamentos não podem evitar o fato de alguém tentar a aproximação com uma pessoa que não necessariamente está procurando um parceiro fixo ou um relacionamento duradouro.

Ou pior: você pode se aproximar de alguém que já tem um relacionamento.

 

Via Phys.org


Compartilhe