Echo Frames, o óculos da Amazon com Alexa e nada mais | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Echo Frames, o óculos da Amazon com Alexa e nada mais | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Gadgets e Acessórios | Echo Frames, o óculos da Amazon com Alexa e nada mais

Echo Frames, o óculos da Amazon com Alexa e nada mais

Compartilhe

A Amazon apresentou o seu novo programa Day One Edition, com produtos que estariam disponíveis para um número limitado de usuários por convite. O objetivo é receber retroalimentação, já que são produtos que não estão prontos para chegar ao mercado em grande escala.

Aqui, destacamos os óculos Echo Frames, que se conectam ao nosso smarpthone Android para obter acesso ao Alexa a qualquer momento, e em qualquer lugar.

 

 

Apenas um óculos com Alexa, e nada mais

O Amazon Echo Frames é um dispositivo bem curioso, já que não possui tela, câmeras ou funções de realidade aumentada. Apenas contam com um par de microfones e alto-falantes direcionais, onde podemos invocar o Alexa e receber respostas diretamente nos óculos.

Por ser apenas uma armação de óculos com a conectividade com o Alexa, você pode colocar as suas lentes com graduação para transformar este no seu óculos do dia a dia. O produto pesa apenas 31 gramas, e a Amazon não revelou muitos detalhes sobre o seu interior.

A Amazon mencionou que os óculos podem sincronizar com um smartphone Android, e que o produto não é compatível com o iOS. Com ele, podemos receber as respostas do Alexa, assim como notificações, chamadas, mensagens, reproduzir áudio e outras funções. Ele também conta com um botão para silenciar os microfones quando se deseja uma maior privacidade, e pode ser operado com gestos táteis.

O óculos Amazon Echo Frames ainda não tem data de lançamento, e só estarão disponíveis nos Estados Unidos pelo preço de US$ 179,99 para aqueles que receberem um convite por parte da Amazon.

Bom, ao menos não é um óculos inteligente cheio de recursos futuristas e promissores, mas que nunca chegaram a lugar nenhum porque nenhum fabricante soube realmente se aproveitar bem dessas tecnologias (incluindo o Google, é claro). E é melhor não se apegar a esse produto, pois as chances do mesmo desembarcar no Brasil de forma oficial são mínimas.


Compartilhe