TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia …e não é que a Apple REDUZIU os preços dos seus Macs no Brasil depois do lançamento do chip M2? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | …e não é que a Apple REDUZIU os preços dos seus Macs no Brasil depois do lançamento do chip M2?

…e não é que a Apple REDUZIU os preços dos seus Macs no Brasil depois do lançamento do chip M2?

Compartilhe

Aconteceu um verdadeiro milagre. Algo que certamente vai explicar os dias de chuva que o Brasil enfrentou recentemente e, quem sabe, o frio congelante que ainda está por vir.

Algo que eu nem consigo acreditar que aconteceu, mas… enfim… a Apple REDUZIU os preços de alguns modelos de computadores Mac com chip M1 no Brasil. Isso aconteceu após o lançamento do novo MacBook Air (2022) com chip M2, design reformulado e preço que é mais caro que o desejado.

Quando todo mundo (eu, inclusive) esperava que a Apple manteria os valores dos computadores lançados em 2020 e 2021, a empresa de Cupertino vai lá e surpreende todo mundo, colocando a mão na consciência (e tirando essa mão do nosso cartão de crédito).

 

 

 

Quem diria que a Apple iria reduzir os preços dos seus computadores…

Repito: o que aconteceu aqui foi uma autêntica anormalidade, principalmente no caso dos computadores.

No iPhone, eu já testemunhei esse ajuste de preço acontecer, mas na grande maioria dos casos eu vi os valores dos modelos mais antigos AUMENTAR logo depois do lançamento de uma nova geração do smartphone da Apple. E no caso dos computadores Mac, eu realmente não me lembro quando foi a última vez que vi uma redução de preço após o lançamento de uma nova geração de um produto.

Se bem que, neste caso em específico, o MacBook Air (2022) possui diferenças substanciais em relação ao modelo de 2020, e não falo apenas da presença do chip M2 no novo modelo. O design do produto foi muito modificado, ficando ainda mais fino, igualmente leve e com a promessa de uma autonomia de bateria pelo menos similar em relação ao modelo anterior.

Por outro lado, a Apple acentua ainda mais as diferenças entre as duas gerações de MacBook, na tentativa em não canibalizar o mercado de nenhum dos dois modelos. Se os preços fossem muito similares, uma geração poderia engolir a outra. Agora, com uma distância maior nos valores, esses produtos não serão concorrentes diretos.

Ou seja, dá para imaginar que aqueles usuários que não contam com tanto dinheiro no bolso mas desejam um notebook da Apple competente na autonomia de bateria e potente na execução de tarefas um pouco mais completas vão apostar no MacBook com chip M1. Para aqueles cujo o dinheiro está bem longe de ser um problema, vão de chip M2 nos portáteis da empresa.

 

 

E esses descontos… são generosos?

Olha… considerando que estamos falando da Apple, que a cotação do dólar está louca e que existe o famingerado “fator Brasil” para determinar os valores, podemos dizer que sim.

O MacBook Air 2020 com Apple M1 de 256 GB agora custa R$ 10.999 pela loja oficial. O MacBook Pro 2021 de 16 polegadas com Apple M1 Max e 1 TB de armazenamento (o mais caro entre os portáteis) agora custa R$ 37.499 (antes custava R$ 43.175). E até o caríssimo Mac Studio 2022 com Apple M1 Ultra custa agora R$ 42.499 (antes custava R$ 46.454).

Ou seja, dependendo do produto escolhido, o desconto pode ser generoso.

Mesmo assim… é sempre importante lembrar que alguns desses produtos da Apple podem ser adquiridos via importação, com preços mais competitivos e a mesma garantia global da empresa. Ou seja, vai comprar na loja oficial brasileira quem realmente quer todas as garantias oferecidas aqui.

Caso contrário, pode muito bem continuar a importar os seus Apple devices.

De qualquer forma, temos descontos na Apple, minha gente. E isso acaba virando notícia de qualquer maneira.


Compartilhe