TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia É claro que já copiaram a Dynamic Island no Android… | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Software | É claro que já copiaram a Dynamic Island no Android…

É claro que já copiaram a Dynamic Island no Android…

Compartilhe

Nada se cria. Tudo se copia.

Não demorou nem um mês que o iPhone 14 Pro e o iPhone 14 Pro Max apresentaram ao mundo a Dynamic Island (que, por sua vez, é uma ideia que foi copiada de outros smartphones do passado), e um volume descomunal de aplicativos Android apareceram na Google Play Store prometendo fazer exatamente a mesma coisa.

O segredo para essa profusão de apps clones do Dynamic Island é a democratização dos smartphones com telas AMOLED, combinada com a padronização dos furoes de tela para a câmera na parte central. Com isso, fica fácil um bom software imitar essa ideia.

É importante informar ao amigo leitor sobre todas as questões implícitas dentro desse movimento de clonagem promovido pelos apps Android que querem capitalizar em cima da ideia da Apple.

 

O esforço dos desenvolvedores em oferecer a Dynamic Island

Os primeiros betas de aplicativos que imitam a Dynamic Island começaram a aparecer em temas ou APKs criados por desenvolvedores externos da Xiaomi apenas duas semanas depois que a Apple apresentou o recurso ao mundo. E assim começou a corrida para copiar o recurso de forma quase indiscriminada.

Era mais que esperado que isso acontecesse. Afinal de contas, estamos falando da Apple. E se todo mundo copiou o notch, o mesmo fatalmente aconteceria na Dynamic Island. É inegável que todo mundo quer tirar uma casquinha de tudo o que um novo iPhone pode oferecer.

Quando você ler este artigo no futuro, muito provavelmente a loja de temas da Xiaomi e de outros fabricantes e até mesmo a Play Store do Google já estejam lotadas de aplicativos e temas que conseguem reproduzir o efeito da Dyanmic Island em diferentes smartphones Android. Vários desses softwares já estão em modo de acesso antecipado justamente para atrair os usuários mais interessados na funcionalidade.

Nem precisa ir muito longe disso: basta digitar o termo Dynamic na Play Store, e a lista de resultados encontrados é considerável, com vários softwares prometendo o mesmo efeito estético que tanto chamou a atenção das pessoas na apresentação do iPhone 14 Pro.

E é óbvio que tem muitas pessoas que estão interessadas nesse recurso no seu telefone. E é importante destacar que nem tudo aqui se refere ao software. Um dos futuros smartphones que vai chegar ao mercado reproduzindo a característica da Apple é o Xiaomi CIVI, que deixa de lado os furos na tela para imitar o padrão de ilha da Apple, simulando o efeito da Dynamic por software, unindo o espaço na tela entre os diferentes sensores.

E essa cópia já é antecipada com menos de um mês de vida do iPhone 14 Pro, o que reforça que, de alguma forma, todos os fabricantes conhecem o design em desenvolvimento na concorrência. É pouco tempo para qualquer empresa de tecnologia sair copiando as funcionalidades dos coleginhas. Logo, é preciso saber de forma antecipada o que é feito na casa do vizinho.

 

O lado obscuro em contar com esse recurso no smartphone Android

O pequeno grande problema que envolve a chegada da Dynamic Island nos smartphones Android está nas permissões de Acessibilidade que você é obrigado a conceder para que o recurso funcione sem maiores problemas.

Este é um enorme inconveniente que o Android possui em matéria de segurança, e é a forma mais utilizada pelos hackers para começar a infectar dispositivos em larga escala. E precisamos deixar este alerta antes que você comece a fazer o download de aplicativos de forma totalmente aleatória e desenfreada, apenas porque deseja ter a Dynamic Island no seu telefone.

Em teoria, você não deveria se preocupar com o download desse tipo de aplicativo se ele estiver disponível na Play Store, já que a loja do Google realiza diversas verificações de segurança no software em questão.

Na prática, bem sabemos que não é bem isso o que acontece. Alguns aplicativos escondem do Google a obrigação em solicitar algumas permissões que são consideradas necessárias para o funcionamento pleno de um app que só afeta a parte estética do telefone. Isso quando não são permissões que se sobrepõem a de outros aplicativos, além do acesso à notificações, agenda e outros recursos que não são essenciais para um software que só muda a aparência da parte superior do telefone.

Outros aplicativos com o termo Dynamic na Google Play Store não contam com um grande volume de downloads e nenhum comentário de feedback sobre o seu funcionamento. Com o tempo, o joio vai se separar do trigo. Mas até lá, fica difícil confiar em um app desconhecido neste primeiro momento.

Se serve como conselho de amigo, tente por enquanto não cair na tentação em sair instalando apps desconhecidos no seu smartphone Android. É melhor esperar que outros usuários mais corajosos façam isso, ou que alguma solução se torne mais madura e funcional para ao menos arriscar em uma solução que pode funcionar no Android de forma menos traumática.


Compartilhe