Donald Trump pode encarecer todo o setor de tecnologia com suas ameaças à China | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Donald Trump pode encarecer todo o setor de tecnologia com suas ameaças à China | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Donald Trump pode encarecer todo o setor de tecnologia com suas ameaças à China

Donald Trump pode encarecer todo o setor de tecnologia com suas ameaças à China

Compartilhe

Um relatório da Associação de Tecnologia de Consumo dos Estados Unidos revela que o preço dos notebooks pode ficar até 19% mais caro por conta das imposições comerciais da administração Donald Trump contra a China. E esse não será o único produto a subir de preço.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China ameaça encarecer muitos produtos. Donald Trump quer impor taxas de até 25% a todos os produtos de consumo que são importados da China, e a media impactaria smartphones, computadores, consoles de videogames, drones, etc.

Até agora, a principal vítima dessa guerra comercial foi a Huawei, que por enquanto está salva das sanções por três meses. Porém, independentemente da solução desse problema, tudo indica que a marca deixada pela medida será profunda, com a Huawei projetando quedas nas vendas fora do mercado chinês, inclusive se um acordo satisfatório entre as administrações Donald Trump e Xi Jinping acontecer na próxima reunião do G20.

Enquanto a batalha entre os governos ganha protagonismo na mídia, os grandes prejudicados com esse conflito são os consumidores. E isso se reflete em um aumento de 19% nos preços de notebooks e tablets que recebem componentes importados da China.

 

 

Notebooks, tablets, smartphones, drones… todos mais caros para os norte-americanos

 

Os consumidores norte-americanos terão que pagar aproximadamente US$ 120 a mais (em média) no valor atual de US$ 622 para um notebook. E isso pode resultar em uma redução nas vendas de tablets e notebooks de até 35%, segundo as projeções.

A situação pode ser agravada pelo fato de mais de 90% dos notebooks e tablets disponíveis no mercado norte-americano serem importados da China, com marcas como Microsoft e Apple muito dependentes desse país para fabricar e vender seus produtos. Essas empresas seriam forçadas a migrar os seus centros de produção para outros países para se manterem rentáveis.

Porém, um detalhe muito importante complica a equação: a produção na China é 35 vezes maior do que o seu competidor mais próximo, o que complicaria e encareceria muito uma possível migração, resultando de qualquer forma em preços mais caros para os consumidores.

Além de computadores e tablets, o relatório indica que os preços dos smartphones podem subir em até 14%, dos videogames em 19% e dos drones em 15%. Ter que pagar a mais pelos mesmos produtos pode acabar com a competitividade do mercado norte-americano.

Vamos ver se Trump leva as suas ameaças para a reunião do G20… ou se vai querer sentar na mesa para discutir a relação com Xi Jinping.

 

Via CNET


Compartilhe