Compartilhe

Disney

 

Bob Iger, CEO da Disney, confirmou que a empresa está sendo ameaçada por supostos hackers que afirmam ter em seu poder “um filme” da Disney.

Os hackers pedem resgate em bitcoins em troca de não liberar na internet o filme antes de sua estreia nos cinemas.

Iger não cede à ameaças, e não confirmou qual filme era. Mencionou que trabalha com o FBI e outras autoridades.

Há quem afirme ter entrado em contado com um dos hackers, que teria confirmado que o filme em questão era “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar”.

Os hackers ameaçam liberar cinco minutos do filme nas próximas horas para comprovar sua autenticidade, e se a Disney não pagar o resgate, eles vão liberando trechos de 20 minutos, até que as exigências sejam atendidas… ou o filme estará por completo na internet. O que acontecer primeiro.

As consequências aqui são imprevisíveis. A franquia Piratas do Caribe é uma das mais populares da Disney na atualidade. Só os filmes arrecadaram mais de US$ 3.7 bilhões desde 2003, seu ano de estreia.

 

 

O caso é parecido com o que aconteceu com a Netflix recentemente, que também sofreu ameaças pelos episódios da quinta temporada de Orange Is the New Black. Nesse caso, o serviço de streaming não pagou e os dez primeiros episódios da temporada vazaram na web.

Na época, o grupo The Dark Overload garantiu que contava com conteúdos da ABC, National Geographic, Fox, IFX e outros. E a ABC é uma empresa do grupo Disney, logo, usam os mesmos provedores de produção que falham na segurança dos seus servidores. Logo, a ameaça não é tão descabida assim.

Vamos esperar por novidades nas próximas horas.


Compartilhe